A Juventus anunciou hoje ter aberto um inquérito para identificar os adeptos responsáveis pelos insultos e cânticos racistas dirigidos ao guarda-redes internacional francês Maignan, do AC Milan, durante o empate 1-1 entre as duas equipas, no sábado.

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra Maignan a ser alvo de insultos racistas mesmo antes do arranque da partida, com a Juventus a confirmar a abertura de um inquérito, o que também a Federação Italiana de Futebol pode vir a fazer.

Os estádios reabriram ao público recentemente e este é já o segundo caso de insultos racistas nas bancadas, com outro jogador francês do AC Milan, Tiemoué Bakayoko, a ser vítima por parte de adeptos da Lazio, cujas claques são conotadas com a extrema-direita em Itália.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.