A seleção portuguesa de futebol de sub-20 vai defrontar Alemanha e Inglaterra com vista à participação no Mundial da categoria, no qual a equipa das 'quinas' vai ter pela frente adversários “do mesmo nível”.

“São seleções fortes. Temos de nos focar no nosso trabalho e preparar bem esses dois jogos, porque será este o nível que vamos encontrar no Mundial”, afirmou Diogo Dalot, antes do primeiro treino da equipa, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

O lateral do Manchester United, que celebra hoje o 20.º aniversário, revelou estar “sempre disponível” para representar a seleção, ainda que saiba de antemão que, tal como os outros jogadores, a presença no Mundial2019, na Polónia, esteja dependente da autorização do seu clube.

“Estou sempre disponível para ajudar a federação e o meu clube. O que vai acontecer no final da época é imprevisível, por causa dos calendários dos clubes, mas estarei sempre disponível”, referiu o jogador, revelando que a primeira época no Manchester United lhe tem trazido “evolução”.

Além de confessar que tem sido “um sonho” jogar em Old Trafford, o jovem lateral, por quem os ‘red devils’ pagaram 22 milhões de euros ao FC Porto no início desta época, abordou ainda a saída de José Mourinho do United: “São experiências, momentos para os quais temos de estar preparados. Nunca tinha vivido algo assim e fez-me crescer.”

Também Mésaque Djú completa hoje 20 anos, poucos meses depois de ter rumado a Inglaterra, para representar o West Ham, após oito anos na formação do Benfica.

“Está a correr muito bem. É um sonho realizado. Sempre quis jogar em Inglaterra e agora tive essa oportunidade. É fruto do meu trabalho aqui na seleção e também no Benfica”, disse o avançado, considerando que o futebol em Inglaterra “é mais intenso, mais agressivo”, em contraste com o futebol “mais técnico” que se pratica em Portugal.

Na dupla jornada de preparação, com Alemanha e Inglaterra, a seleção nacional vai fazer “sempre o mesmo, ir para ganhar” e salientou a relação de proximidade de um grupo que conquistou os Europeus de sub-17, em 2016, e sub-19, em 2018.

“Já nos conhecemos há muitos anos e temos noção do que vamos encontrar [no Mundial]. Estamos preparados para isso. O espaço [de cada jogador] é conquistado no dia a dia. Estou muito feliz por estar aqui. É uma geração com muita qualidade”, transmitiu.

Portugal vai defrontar a Alemanha na sexta-feira, em Sandhausen, e no dia 26 de março recebe a Inglaterra, em Penafiel.

Os dois particulares servem de preparação para o Mundial de sub-20, que vai ter lugar na Polónia, entre 23 de maio e 15 de junho.

Portugal está inserido no grupo F, juntamente com Coreia do Sul, Argentina e África do Sul. A seleção portuguesa estreia-se em 25 de maio, contra os sul-coreanos, seguindo-se os embates com os argentinos, em 28 de maio, e sul-africanos, em 31 de maio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.