O FC Porto confirmou o regresso de António Folha à estrutura técnica do clube. O antigo treinador do Moreirense está de volta para voltar a orientar o FC Porto B.  Folha vai ocupar o lugar de Rui Barros, afastado devido aos maus resultados. A equipa secundária dos azuis e brancos é última colocada na Segunda Liga.

António Folha orientou o FC Porto B entre 2016 e 2018, isto já depois de ter conduzido a equipa de Sub-19 a dois títulos nacionais consecutivos (2014/15 e 2015/16). António Folha já orientou o treino dos azuis e brancos nesta quarta-feira. A nova equipa técnica do FC Porto B vai estrear-se oficialmente no próximo domingo (11h15, Sport TV), no Estádio do FC Vizela, em jogo da 19.ª jornada da Segunda Liga.

Em declarações ao site do clube, o técnico mostrou-se orgulhoso pelo regresso.

"É com muito orgulho que estou de regresso, pois fui muito feliz aqui. Sabemos que queremos dar continuidade a um projeto aliciante, apesar de as coisas não estarem a correr como gostaríamos. Temos de tentar ultrapassar as dificuldades rapidamente e continuar a fazer aquilo que sempre fizemos enquanto equipa técnica aqui no FC Porto, que é fazer evoluir os jogadores e a equipa para ultrapassarmos rapidamente esta situação", comentou.

"Para um apaixonado pelo futebol como eu, já tinha saudades, confesso. Estive de fora, mas a trabalhar, atenção, a reunir o máximo de informação para juntar às minhas ideias para as minhas equipas. Temos muito potencial no nosso plantel e há que dar continuidade ao trabalho, mas principal levantar o ânimo aos jogadores, pois temos de dar tudo por este clube. Essa tem de ser a filosofia e vou ser implacável nisso. Podemos nem sempre ser melhores do que o adversário, mas para nos ganharem, não pode ser fácil. Vamos ter que querer muito para conseguirmos ultrapassar a situação em que estamos", terminou.

O técnico elogiou o plantel que vai ser à sua disposição, onde a missão é tirar o clube dos lugares de descida de divisão.

"As equipas bês estão recheadas de talentos e de jogadores com muita capacidade e o FC Porto não foge à regra. Tem muito talento nas suas equipas. Vi alguns jogos do FC Porto B e é mentira se alguém disser que não existe talento. Há que conciliar esse talento com organização e potenciar ao máximo a equipa. Isso permite-lhe disputar os jogos de uma forma mais sólida", lembrou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto