Wendell não escondeu a felicidade por chegar ao FC Porto, como o mais recente reforço da equipa de Sérgio Conceição.

Em declarações ao site oficial do clube, o lateral brasileiro mostrou-se extremamente feliz por ingressar nos dragões, destacando a grandeza do FC Porto e as palavras de Jorge Nuno Pinto da Costa.

Sou grato a Deus por esta oportunidade, por estar num grande clube. Estou muito feliz, muito motivado, ainda mais depois de ouvir o presidente. Este clube tem tanta história, tantos bons jogadores já passaram por aqui e é muito gratificante ouvir isto, saber que vou jogar com grandes jogadores, que vou ter grandes referências que me podem ajudar a evoluir. O treinador, tal como todas as pessoas envolvidas no futebol, todos os adeptos também, fizeram deste um clube tão gigante como é o FC Porto", disse, sem esconder o desejo de começar a trabalhar rapidamente e conquistar títulos com os dragões.

O brasileiro espera poder juntar-se aos grandes nomes que passaram pela lateral esquerda portista, realçando uma das figuras mais recentes nessa posição, do qual é amigo.

"Espero poder continuar com esta tradição de grandes laterais esquerdos que têm jogado no FC Porto, como o Alex Sandro e o Alex Telles, agora posso também fazer a minha história aqui. Espero poder fazer igual ou até melhor que eles. O Alex Telles é um amigo com quem joguei um ano no Grémio e ele deu-me as informações todas, seja do clube, do treinador ou dos colegas de equipa, e isso motivou-me e deixou-me muito mais seguro para só pensar em jogar e dar o meu máximo", afirmou.

Antes de ser confirmado no FC Porto, Wendell já andou a fazer o 'trabalho de casa' e esteve atento ao último jogo dos dragões, frente ao Famalicão, para a Primeira Liga, deixando ainda elogios a Pepe.

"Acompanhei o último jogo frente ao Famalicão e vi jogadores de grande qualidade, como o Pepe e o Otávio. São jogadores que dão tudo dentro de campo, o Pepe é um exemplo a seguir aqui, sempre que eu o vejo a jogar, motivo-me", realçou.

Sobre a sua experiência na Bundesliga, o brasileiro considera que foi importante, mas que chega à Primeira Liga e ao FC Porto com o mesmo entusiasmo de "menino", passando a vestir a camisola de um protagonista de uma competição, ao contrário do Leverkusen.

"A experiência numa grande liga como a alemã é importante, mas espero chegar aqui como um menino, com toda a vontade do mundo para ajudar a equipa a conquistar os seus objetivos. É diferente jogar numa competição bastante competitiva e numa competição em que a minha equipa é protagonista, como acontece com o FC Porto. Sei da pressão que teremos para ganhar títulos, mas estou com a mesma vontade que tinha quando cheguei à Alemanha com 20 anos para mostrar, deixar tudo dentro de campo e ajudar todos da melhor maneira possível", recordou.

Sobre si, Wendell não gosta de falar, mas realçou o seu espírito de equipa e a sua 'veia' atacante, que espera que possam ajudar o clube a alcançar os seus objetivos.

"A minha principal caraterística é a força no ataque, defendo muito bem e ajudo os meus companheiros. Eu não gosto muito de falar de mim, mas espero que as pessoas falem bem e que eu possa mostrar tudo o que sei para ajudar o FC Porto a conseguir muitas vitórias", afirmou.

Para terminar, Wendell deixou uma garantia: "Estou preparado e à disposição do mister, espero poder ambientar-me o mais rápido possível aos meus colegas e aos meus treinadores para ajudar o clube a ter êxito em todas as competições em que entrarmos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.