Segundo fonte oficial dos vimaranenses, o órgão jurisdicional deu provimento ao recurso apresentado pelo Vitória na sequência da decisão do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), de 18 de maio, que, além da punição de um jogo à porta fechada, impunha uma multa de cinco mil euros.

O CD da FPF tinha dado como provada a “ausência de som das gravações captadas pelo sistema de videovigilância” em 16 de fevereiro de 2020, no jogo entre Vitória de Guimarães e FC Porto (triunfo dos ‘dragões’ por 2-1), da 21.ª jornada da edição de 2019/20 da I Liga.

O clube minhoto livra-se assim de cumprir um dos seis jogos à porta fechada ainda pendentes, restando-lhe saber os desenlaces dos recursos interpostos face aos castigos impostos pela Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD).

Num despacho de 20 de outubro de 2020, a APCVD puniu o Vitória com uma “sanção acessória de realização de três espetáculos desportivos à porta fechada, com início do cumprimento da sanção após regresso do público aos espetáculos desportivos” e com uma multa de 55 mil euros, cujo desfecho ainda não é conhecido, já que os vimaranenses recorreram da decisão.

O castigo respeita ao minuto 69 do encontro entre vitorianos e ‘dragões’, quando Marega, autor do golo da vitória ‘azul e branca’, pediu para ser substituído e abandonou mesmo o relvado na sequência de insultos racistas oriundos das bancadas com adeptos do Vitória.

A autoridade presidida por Rodrigo Cavaleiro sancionou o emblema de Guimarães com mais dois jogos à porta fechada e uma multa de 13 mil euros, devido a “factos ocorridos” nos jogos com o Sporting de Braga, de 10 de novembro de 2019 (derrota vitoriana por 2-0), e com o Benfica, de 04 de janeiro de 2020 (derrota por 1-0).

O clube da I Liga portuguesa de futebol, presidido por Miguel Pinto Lisboa, recorreu dessa decisão, pelo que ainda se desconhece a conclusão do litígio jurídico.

O Vitória já cumpriu três jogos à porta fechada no âmbito do ‘caso Marega’, impostos pelo CD da FPF em 04 de maio de 2021 e cumpridos numa fase em que todos os recintos estavam interditos ao público, devido à pandemia de covid-19, perante Famalicão (derrota por 1-0), em 12 de maio, Benfica (derrota por 3-1), em 19 de maio, e Leixões (triunfo por 4-1), na passada segunda-feira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.