O presidente da SAD do Vizela, Diogo Godinho, foi à sala de imprensa no final do encontro com o Estoril, que terminou empatado a um golo, para criticar fortemente a arbitragem do encontro, sobreturo o videoárbitro, Manuel Oliveira. Em causa um golo anulado a Kiko Bondoso à passagem do minu

"É impressionante a quantidade de lances revertidos pelo VAR. Queria dar os parabéns a quem esta atrás de uma televisão, porque tem de ter visão de lince. Já tivemos um golo anulado por um centímetro, não vi, mas não há máquina alguma que consiga no exato frame anular aquele golo e dizer que foi fora de jogo. Hoje passou-se igual. O assistente valida o golo, mas mais uma vez, e já vi as imagens, quem está no VAR conseguiu ver o que ninguém viu", começou por dizer.

"Peço que mostrem as imagens se eu estiver errado... Até para esclarecer dúvidas. O Vizela pratica um futebol atrativo, elogiado por todos, mas isto aqui mata o futebol. Temos um assistente bem posicionado que valida o golo e depois estranhamento é anulado. Mostrem as imagens, por favor… Assim não pode continuar", criticou.

Também o treinador do Vizela, Álvaro Pacheco, falou do lance no final da partida. "No segundo tempo ainda conseguimos fazer dois golos… E eu não costumo falar muito de arbitragens, mas não há uma imagem que consiga dizer claramente que a bola está fora. A pessoa que está em melhor posição para tomar uma decisão é o fiscal de linha, mas é uma pessoa que está longe daqui que vai reverter a decisão. Há coisas que para mim…", referiu.

VEJA O LANCE EM CAUSA

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.