O FC Porto venceu o Lyon por 5-3 no Estádio do Dragão, no jogo de apresentação do plantel para a nova temporada, e no final do encontro o treinador Sérgio Conceição mostrou-se satisfeito com o triunfo, embora reconhecendo que teria ficado mais agradado se a sua equipa não tivesse sofrido tantos golos.

Preferia vencer sem sofrer golos, mas por aquilo que criámos no processo ofensivo, em diferentes momentos de jogo, fomos fortes. Há situações que estamos a trabalhar, temos muita gente nova que demora um pouco a adquirir aquilo que momentos em que não temos a bola. Houve um ou outro momento em que não gostei, mas houve muita coisa positiva", começou por dizer.

O técnico dos 'dragões' destacou os primeiros 45 minutos dos seus pupilos. "Gostei muito da primeira parte, jogámos com uma equipa mais ‘levezinha’. Conseguiram dar ao jogo aquilo que eu queria. Não quero que o Francisco, o Fábio ou o Vitinha recuperem sete ou oito bolas como outros, quero sim que participem no nosso momento sem bola. Fizeram-no de uma forma que me deixou muito contente. Fiquei muito contente com isso. Depois na segunda parte, sofremos um golo de bola parada, momento em que somos muito fortes. No segundo golo foi uma situação de falta de agressividade. Como treinador não gosto de sofrer golos, houve momentos de falta de rigor na organização defensiva", admitiu.

Conceição explicou que, na segunda parte, começou também a pensar na estreia oficial da época, já dentro de uma semana, em casa, frente ao Beleneses SAD. "Queria dar minutos e equilibrar cargas competitivas. É para toda a gente estar no mesmo patamar. Queremos sempre ganhar, mas para nós existem outras questões fundamentais. Preocupei-me mais na equipa tendo em vista o jogo com o Belenenses SAD que já são três pontos e queremos entrar bem", explicou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.