Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, à Sport TV, após o triunfo sobre o Vitória de Guimarães (2-1), no Estádio do Dragão, da 12.ª jornada da I Liga.

VEJA AS MELHORES IMAGENS DO ENCONTRO

Análise ao jogo: "Entrámos bem, criámos algumas situações que podíamos ter concluído. Continuamos sem ser eficazes. Depois, num penálti, sofremos golo. Nunca ficámos nervosos. Continuámos confiantes com o empate, que surgiu. Surgiu também o 2-1, mas que foi anulado por centímetros... Merecíamos estar em vantagem ao intervalo. Continuámos confiantes. Aquilo que o Vitória fez no jogo veio dar ainda mais valor ao nosso resultado. Procuraram jogar, foram desinibidos. Não ficou mais fácil contra 10, até porque há o perigo de facilitar. Continuámos a criar ocasiões para matar o jogo. Não foi um dos melhores jogos, mas foi um bom jogo."

Reação rápida ao golo sofrido: "Rápida mas sem estar intranquila, confiante naquilo que podemos fazer no jogo. Tem a ver com aquilo que a equipa fazia dentro de campo. O adversário tem jogadores que têm qualidade e meteram-nos numa ou outra situação em perigo. Mais uma vitória, mais uma batalha ganha."

Substituição de Sérgio Oliveira por Vitinha: "Precisava também de mais bola, que os nossos médios pegassem mais no jogo mas foi principalmente pelo cartão amarelo."

Taremi: "Aparece lá poucas vezes e quando aparece não lhe passam a bola. É normal porque teve no último jogo uma ou outra ocasião. Quando deve ser altruísta, é mais egoísta e quando deve ser mais egoísta é altruísta. Mas acontece. É algo pelo qual está a passar. Temos qualidade. Agora é juntar essa qualidade a outros ingredientes."

40 jogos sem perder na Liga: "Não festejámos vitórias, festejámos títulos. O nosso objetivo é conquistar o campeonato, no final. Quero enviar força ao Vítor Santos [motorista de autocarro] e a toda a sua família. Estamos com ele e com a família."

Declarações de Luis Díaz, extremo do FC Porto, à Sport TV, após o triunfo sobre o Vitória de Guimarães (2-1), no Estádio do Dragão, da 12.ª jornada da I Liga.

Análise ao jogo: "Sabíamos que ia ser um jogo difícil porque já conhecemos o rival. Fizeram o golo e respondemos a isso. No segundo tempo dominámos o jogo e merecemos ganhar, era muito importante esta vitória. Estou muito contente por ajudar a equipa e aproveitar esta oportunidade para mandar um abraço ao Vítor Santos que está a passar por um momento muito difícil, a vitória é para ele."

Prémio de Homem do Jogo: "Sim, mais um. É graças aos companheiros, sem eles não conseguia. Dou graças a Deus por mais uma vitória e um prémio."

Declarações de Evanilson, avançado do FC Porto, à Sport TV, após o triunfo sobre o Vitória de Guimarães (2-1), no Estádio do Dragão, da 12.ª jornada da I Liga.

Análise ao jogo: "Em primeiro lugar queria mudar de assunto e desejar muita força para o Vítor Santos, que está a passar por um momento difícil. Sobre o jogo, foi bastante difícil. A equipa do V. Guimarães é muito boa, tem jogadores de qualidade, mas a nossa equipa teve força para empatar e para dar a volta ao resultado. Fico muito feliz pelo golo e vou continuar a trabalhar para que coisas boas possam continuar a acontecer."

Reação do FC Porto: "Foi muito importante conseguirmos logo aquele golo, porque nos ajudou muito. Ainda demos a volta na primeira parte [Taremi], mas estava fora de jogo. Mas é isso: a equipa continuou de cabeça erguida a jogar e as coisas aconteceram naturalmente. Foi uma vitória muito importante."

Declarações de Uribe, médio do FC Porto, à Sport TV, após o triunfo sobre o Vitória de Guimarães (2-1), no Estádio do Dragão, da 12.ª jornada da I Liga.

Análise ao jogo: "Quero dedicar esta vitória ao nosso colega e amigo Vítor Santos, que está a passar por um momento familiar difícil. Estamos com ele. Este jogo era complicado, sabíamos quem íamos defrontar. O Vitória é uma equipa que à frente é muito forte, os extremos são muito fortes, mas a equipa reagiu às dificuldades, superou-se. Tivemos oportunidades que, por pouco, não concretizámos. Mas mostrámos como é o FC Porto e ganhámos, o que é importante."

Expulsou facilitou?: "Tivemos um homem a mais, mas nunca baixámos. Isso caracteriza o FC Porto. E por isso é que demos a volta ao resultado. Ganhámos em casa e isso era importante."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.