Duas semanas depois da conquista da Supertaça, o Sporting voltou a bater o SC Braga por 2-1, agora para o campeonato, e já leva cinco triunfos consecutivos frente aos minhotos com Rúben Amorim no banco. Jovane e Pedro Gonçalves, que já tinham sido heróis em Aveiro, ajudaram a construir uma vantagem de dois golos que parecia relativamente confortável. No entanto, a expulsão de Matheus Reis deu um novo alento aos bracarenses, que ainda assustaram com um golo nos descontos.

O campeão não esteve tão rápido e disruptivo como é habitual - nem o jogo foi tão intenso como o que teve lugar em Aveiro -, mas foi tremendamente eficaz. E assim ultrapassou o primeiro grande desafio da I Liga.

Veja o resumo da partida

Rúben Amorim apostou no mesmo onze que havia vencido o Vizela na primeira jornada, enquanto Ricardo Horta, com um quadro de fadiga/contratura muscular, era baixa de vulto no SC Braga. O jogo começou com muita luta pela posse de bola, mas sem grandes chances de golo para os dois lados. Ninguém ousava arriscar.

O primeiro aviso claro só apareceu aos 39 minutos: após uma primeira defesa de Adán a cortar um cruzamento venenoso de Fabiano, Lucas Piazón rematou com perigo para nova intervenção decisiva do guardião espanhol, agora com os pés. E o Sporting, que ainda não tinha criado grande perigo, chegou à vantagem no minuto seguinte, numa jogada com excelente execução. Ricardo Esgaio cruzou junto à quina da área com e Jovane Cabral apareceu ao segundo poste a cabecear para o 1-0. Simples e eficaz.

Roger Fernandes bate recorde de Dário Essugo e faz história na I Liga
Roger Fernandes bate recorde de Dário Essugo e faz história na I Liga
Ver artigo

O SC Braga respondeu de imediato e por pouco não chegou ao empate, com Fábio Martins a rematar de 'letra' para uma excelente defesa de Adán. Qualquer esperança de dar a volta ficou desfeita logo aos 50' quando Jovane, após uma longa troca de bola, serviu Pedro Gonçalves no interior da área, com este a disparar cruzado para o fundo das redes, fora do alcance de Matheus.

O jogo ficou mais quezilento e Matheus Reis, que saiu do banco, viu o segundo amarelo a dez minutos dos 90, o que deu um novo fôlego aos minhotos para evitarem a derrota. Carlos Carvalhal aproveitou para lançar em campo Roger Fernandes, que se tornou no mais jovem de sempre a atuar na I Liga, e a esperança minhota reacendeu-se quando Abel Ruiz fez o 2-1, no primeiro minuto da compensação. Mas já não chegou para o empate.

O momento

Golo de Pedro Gonçalves: Com a confiança reforçada pelo 1-0, o Sporting entrava melhor na segunda parte e só precisou de cinco minutos para fazer o segundo, tornando a missão do SC Braga ainda mais difícil. Jovane entregou a bola da esquerda para o centro e Pedro Gonçalves teve tempo dentro da área para finalizar, com grande qualidade.

O melhor

Jovane: O extremo cabo-verdiano desbloqueou o jogo com um cabeceamento com régua e esquadro, e assistiu Pedro Gonçalves para o segundo, sendo decisivo para o triunfo leonino.

O pior

Muitas faltas: Não havendo um troféu em disputa, contrariamente ao que aconteceu na Supertaça, este SC Braga-Sporting acabou por ser menos atrativo e mais quezilento. Faltas, protestos, paragens...

Reações

Rúben Amorim destaca competência da equipa, Matheus Nunes realça reação da equipa à inferioridade numérica

Carvalhal realça a luta das duas equipas pela vitória, Abel Ruíz lamenta golo sofrido no final da primeira parte

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.