A PSP do Porto informou esta quarta-feira ter identificado um dos agressores nos desacatos que ocorreram no topo do contentor de apoio aos Super Dragões, na noite dos festejos do FC Porto pela conquista do título, a 8 de maio.

"A propósito do vídeo com imagens a circular nas redes sociais e nos Órgãos de Comunicação Social relativas a uma ocorrência que envolveu vários cidadãos em desordem, registada cerca das 02h00, do dia 8 de maio, junto de um contentor de apoio de um grupo organizado de adeptos nas imediações do Estádio do Dragão, por ocasião dos festejos da conquista do campeonato de futebol, vem a Polícia de Segurança Pública informar que, no decurso das diligências policiais realizadas pelo dispositivo presente no local, foi possível proceder à identificação de um dos cidadãos envolvidos, tendo sido elaborado Auto de Notícia remetido junto do Ministério Público", informa a PSP em comunicado.

De acordo com o jornal Correio da Manhã, nos desacatos em cima do contentor estiveram envolvidos Gonçalo Madureira, 21 anos, filho de Fernando Madureira, e o seu futuro cunhado.

Na mesma noite, Igor Silva, adepto dos azuis e brancos, foi esfaqueado mortalmente, não estando confirmado que estes dois acontecimentos estejam ligados. Renato Gonçalves, filho de Marco 'Orelhas', é o principal suspeito do homicídio e está em prisão preventiva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.