No editorial da Revista Dragões de janeiro, publicada esta terça-feira, Pinto da Costa destaca a "qualidade da equipa" do FC Porto durante o mês de dezembro, tendo conseguiu "vitórias claras". O líder portista diz ainda que "só os muito desatentos ou muito ignorantes" podem ter ficado "surpreendidos".

"Os mesmos que andam há 40 anos a fazer-nos funerais ligeiramente exagerados vaticinaram, no início do mês passado, que dezembro seria um mês fatídico para o FC Porto. Terminámo-lo com vitórias claras sobre um rival direto na luta pelos títulos nacionais e na liderança do campeonato, o principal objetivo que assumimos em cada temporada. Só os muito desatentos ou muito ignorantes - e os que acumulam - podem ter ficado surpreendidos com as nossas prestações. A competência do nosso treinador é demasiado evidente - e já vai na quinta temporada consecutiva à frente do FC Porto -, além de que a qualidade da equipa também é inquestionável. Surpreendentes só podem ser, por isso, os azares que por vezes também nos podem bater à porta", pode ler-se na publicação da revista, em que o dirigente fala ainda da "irracionalidade dos adversários".

"A irracionalidade que pode levar alguns dos nossos adversários a pensar que somos tão fracos como eles desejariam não é só motivada por uma avaliação errada do nosso momento atual. Esses ignoram igualmente que o FC Porto tem acumulado sucessos ao longo de várias décadas porque tem conseguido ser sempre fiel a um conjunto de princípios transmitidos entre as diversas gerações de treinadores, jogadores e dirigentes, muito bem identificados, curiosamente, por um adepto de um dos nossos rivais. O jornalista Luís Osório, assumidamente benfiquista, escreveu que o FC Porto é um "clube verdadeiramente único com uma identidade própria e que faz da união e da solidariedade entre todos o seu modo de vida, a sua força e razão de existir". Acrescentou que ser portista "é um ato de resistência" e que jogar no FC Porto é "fazer parte de uma família e contribuir para uma história que torna cada pessoa mais importante do que os títulos que ganha", lê-se ainda.

Pinto da Costa referiu também o sucesso no hóquei em patins e espera um ano de 2022 "recheado de êxitos em todas as modalidades".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.