O Sporting venceu o Paços de Ferreira por 2-1 e recuperou dois pontos ao líder FC Porto num jogo em que a eficácia da equipa de Jorge Jesus fez a diferença, com Gelson Martins em destaque. A equipa de Petit entrou no jogo com dois avançados determinados em 'roubar' pontos aos 'leões', mas um golo de Battaglia aos 20' minutos assegurou uma vantagem determinante para estancar o ímpeto dos pacenses, ao mesmo tempo que permitiu gerir o cansaço do jogo com o Olympiakos na 'Champions'. No segundo tempo, Jorge Jesus perdeu Acuña e foi obrigado a lançar Bruno César. Petit respondeu ao técnico leonino e tirou um médio para lançar o avançado Bruno Moreira. O Paços de Ferreira procurava por todos os meios chegar à baliza de Rui Patrício, mas a estratégia de Jorge Jesus em baixar o ritmo de jogo e assegurar mais posse de bola acabou por permitir ao Sporting um maior domínio. Bruno Fernandes disparou um 'tiro' ao poste de Mário Felgueiras aos 65' minutos, e na recarga Piccini não teve a arte e o engenho para fazer o 2-0. A entrada de Bruno César no jogo permitiu ao Sporting ganhar outro tipo de posse de bola e uma maior leitura tática. Mabil e Welthon procuravam explorar a possível lentidão dos centrais leoninos, mas a falta de eficácia para bater bater Rui Patrício aliada ao sentido posicional de Mathieu não deram hipóteses aos avançados do Paços de Ferreira. A equipa de Petit procurava reagir à desvantagem e aos 71' minutos Mabil atirou ao poste da baliza do Sporting na sequência de um pontapé de canto já com Bryan Ruiz preparado para entrar. O internacional costa-riquenho entrou no jogo para o lugar de Battaglia aos 72' minutos, depois de uma longa ausência na equipa de seis meses, e foi o tónico necessário para que o Sporting ganhasse mais tranquilidade na condução da bola. Aos 75' minutos, Fábio Coentrão faz uma brilhante assistência para Gelson Martins, que no coração da área tira vários adversários com uma movimentação de corpo soberba e de pé direito atirou para o 2-0. O golo do extremo português praticamente sentenciou o destino da partida apesar do Paços de Ferreira ainda ter reduzido por Marco Baixinho aos 90' minutos. O Sporting demonstrou grande maturidade tática num jogo que se previa complicado e combativo e acabou por passar o desafio da Mata Real com os três pontos numa jornada em que o líder FC Porto perdeu dois pontos.

Momento do jogo: Gelson Martins, 75' minutos

Se o golo de Battaglia foi determinante para que o Sporting fosse a vencer para o intervalo, já o golo de Gelson Martins 'pagou o bilhete' a quem foi ao estádio da Mata Real ao mesmo tempo que assegurou uma importante vantagem de dois golos numa altura em que o Paços de Ferreira procurava o empate a todo o custo.

Os melhores:

Mathieu: É verdade que o defesa central francês já não vai para novo, mas a sua experiência e sentido posicional aliado às indicações táticas de Jorge Jesus fazem dele um elemento muito importante nas manobras defensiva e ofensivas da equipa do Sporting. Na Mata Real, perante dois avançados velozes como Mabil e Welthon esteve à altura do desafio para garantir a vantagem leonina.

Fábio Coentrão: Irreverante, veloz e venenoso nas arrancadas pelo corredor esquerdo. O internacional português esteve envolvido em vários lances de perigo na baliza contrária e fez a assistência para o golo de Gelson Martins.

Gelson Martins: O melhor em campo do lado do Sporting. Procurou sempre a vertigem ofensiva num jogo muito combativo a meio campo e não falhou numa fase determinante do jogo com um gesto técnico apenas ao nível dos sobredotados. A forma como tirou um adversário do caminho para fazer o 2-0 é de génio.

Os piores:

Piccini: O lateral italiano não esteve num dia bom e foi muitas vezes incapaz de segurar a velocidade dos avançados do Paços de Ferreira que procuravam jogar nas costas dos centrais. No ressalto ao poste ao remate de Bruno Fernandes poderia ter feito melhor.

Welthon: Desperdiçou algumas oportunidades flagrantes que poderiam ter relançado a discussão do resultado, algo pouco habitual no avançado do Paços de Ferreira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.