Jorge Jesus, treinador do Benfica, fez esta tarde a antevisão ao encontro de amanhã, frente ao Nacional da Madeira, a contar para a 31.ª jornada da Primeira Liga.

O técnico do Benfica analisou o jogo que espera encontrar na visita à Choupana e abordou o sonho de alcançar o segundo lugar, apesar desse objetivo não estar nas mãos do Benfica.

Jorge Jesus confirmou ainda a ausência de Rafa na convocatória para o jogo na Madeira.

Expetativas para o jogo: "As expetativas são aqueles que têm de ser quando se é treinador do Benfica, quando se é jogador do Benfica. A responsabilidade é sempre a maior, tens de jogar sempre para ganhar. Faltando três jogos para o final do campeonato a responsabilidade dos jogadores e do treinador do Benfica é ganhar. Vamos jogar com um adversário que ainda sonha ficar na primeira divisão e nós ainda sonhamos com o segundo lugar. Vamos ter um jogo difícil na Choupana."

Diogo Gonçalves: "Fico feliz, é um menino que foi criado neste clube. Soube aproveitar a oportunidade que lhe demos no início da época. Vi que havia um jogador com capacidade e talento para desenvolver aquilo que queríamos. Por muito que os treinadores queiram, se os jogadores não quiserem apostar numa ideia conjunta, não dá resultado. Ele quis apostar, tem talento e de certeza que está muito feliz."

2.º lugar: "Sim, por isso é que digo é um sonho, é uma possibilidade realista. Seria mais realista de dependesse de mim, como não depende é um sonho. Sonho que, por muito que eu ganhe, os outros ganhem ao nosso rival. Se tivesse dependente de nós, podíamos estar numa posição melhor, já não falava da mesma maneira. Podes sonhar que vai acontecer, mas o teu sonho só passa pelos outros."

Época falhada?: "Já respondei várias vezes a isso. Se me perguntassem no princípio da época se o meu sonho para o projeto com o Benfica era isto... Nem nos meus sonhos isto existia. Nunca vai ser uma época positiva, mas ainda existem algumas coisas para conquistar. Faltam quatro jogos que podem dar títulos ao Benfica, não os mais importantes, porque o mais importante é o Campeonato Nacional. Sabendo que há outros rivais que não vão ganhar nada... Não posso afirmar que é uma época falhada por vários motivos e por outros motivos que desportivamente... As culpas dos jogadores, minha e da estrutura do Benfica é muito reduzida."

Rafa: "Vinha a dar sinais num problema num pé, tirou-lhe alguma capacidade de rendimento dentro do que vinha a fazer. Chegou ao momento de ter de parar, não vai para a Madeira, não recuperou."

Utilização de jogadores menos usados na época: "Essa possibilidade é a mesma, porque estes três jogos não me fazem mudar as ideias em função do que eram os objetivos do Benfica e que continuam a ser."

Seferovic melhor marcador: "Restam-nos poucas possibilidades de termos muitas coisas para conquistar. Isso é uma ideia que como treinador tenho e que o grupo tem. O Sefe está numa posição privilegiada, está dependente dele para poder ser artilheiro deste campeonato. Não jogando tantos jogos a titular como um ponta de lança que é o melhor marcador o faz. Tenho a certeza que o grupo o vai ajudar a fazer golo, como, por exemplo nas grandes penalidades. Eu aqui equivoquei-me, grandes penalidades não vai ter, porque o Benfica não tem grandes penalidades.

Motivação extra para o jogo foi necessária?: Claro que a motivação é feita pelos objetivos que se tem para alcançar, mas o Benfica ainda tem um objetivo, a Taça de Portugal. Sendo o último jogo e tendo ainda um jogo contra o rival, há vários indicadores para que esteves jogadores estejam sempre motivados. Uma das coisas que não posso apontar a este grupo, independente da classificação, é dizer que foi um grupo de trabalho difícil. Os jogadores do Benfica tiveram um comportamento que nunca vou esquecer."

Queixa da APAF: "Vou responder de duas maneiras. Primeiro, vocês sabem que sou um defensor da autoridade dos árbitros dentro do campo, sobre o que é o jogo. Outra coisa é quereres ter autoridade de ter uma opinião diferente do que aconteceu no jogo. Com aquilo que aconteceu no jogo, eu nunca posso ser julgado, quem tem de ser julgado é a APAF porque aquilo que eu digo é verdade. Por isso, acho que eu não vou ter, nem mereço, castigo seja do que for. A APAF tem de se preocupar com os problemas da arbitragem portuguesa, não é se os treinadores estão ou não de acordo, porque isso faz parte de um país democrático. Eu estava mais interessado era que as pessoas que estão na APAF pensassem o que é o futebol, o que é podemos fazer para mudar o futebol, por exemplo, o VAR tem de ser mudado. Tem de ser mudado para bem do futebol, não tenho dúvida nenhuma."

"Eu tenho ideias para que esse VAR continue a ajudar o futebol. Ainda ontem, estava a ver o Real Madrid-Sevilha, um lance dentro da grande área do Sevilha que deu um contragolpe do Real Madrid e penálti contra o Sevilha. O VAR, passado dois minutos, veio buscar a jogada atrás e vê que houve um lance que deu grande penalidade contra o Real Madrid. O Real ia fazer o 2-1 e depois o VAR, depois de várias ações do jogo onde os adversários tiveram mais do que tempo para anular a jogada, foi buscar uma jogada, supostamente, de grande penalidade contra o Real Madrid e em vez de ter uma grande penalidade, sofre uma grande penalidade e o 2-1. Isto é uma prática que o VAR tem de mudar. Mesmo que fosse uma situação de verdade do jogo, já tinha passado muito tempo. O árbitro não viu, não viu. O VAR tem de ser ou na zona final, ou as últimas três decisões do jogo. Não pode haver mais VAR, se querem que o futebol tenha emoção e paixão. O VAR é uma ferramenta para ajudar se soubermos trabalhar com ela."

Svilar: Claro que o Benfica e o Svilar têm uma ação importante. É um jogador que não se sente inferioridade por ir jogar na equipa B. Isto é um indicador muito bom do quanto o jogador quer crescer e lutar por uma posição. O Benfica tem três bons guarda-redes e quando um treinador tem estas opções é mais complicado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.