O presidente do Gil Vicente, Francisco Silva, garantiu que o clube de Barcelos vai exercer o direito de opção de compra que consta no acordo de empréstimo de Lucas Mineiro efetuado com a Chapecoense, detentora do passe do médio.

"Está tudo definido no contrato, temos uma data para exercer a opção. Vamos exercer na data, até ao fim de maio. Temos de pagar o valor estipulado, como out~ras situações. Podia-me preocupar com estabilidade do jogador, mas conhecendo bem a personalidade dele não vai criar nenhuma perturbação", afirmou em declarações à Rádio Renascença

O dirigente máximo dos gilistas garantiu também não ter conhecimento de quaisquer outras propostas pelo jogador até à data, apesar de o centrocampista brasileiro de 25 anos ter sido apontado como estando nas contas de Benfica e Sp.Braga para a próxima temporada.

"Tudo o que possa vir é bom, se surgirem propostas, mas neste momento não há absolutamente nada. Ele tem tido papel muito influente e preponderante na equipa e as pessoas estão atentas. Foi um jogador que se adaptou muito bem. Sente-se muito bem no clube e em Barcelos. Foi-se destacando com a qualidade que tem, é um excelente profissional e não se vai deixar perturbar", terminou.

Lucas Mineiro chegou ao Gil Vicente no início da presente temporada, cedido pela Chapecoense, que na temporada passada o havia cedido ao Cerezo Osaka. No currículo conta ainda com passagens pelo Vasco da Gama e pelo Ponte Preta. Ao serviço da turma de Barcelos soma dois golos em 28 jogos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.