O FC Porto acaba de confirmar a contratação de Fábio Cardoso, central que representava o Santa Clara. O defesa central português, de 27 anos e e 1,87m, assinou até 2026

Natural de Águeda, onde se iniciou no futebol, o central de 27 anos  cumpriu toda a formação no Benfica até à equipa B dos lisboetas, antes de jogar no Paços de Ferreira por empréstimo durante uma época e meia. Em 2017/18, teve a única experiência no estrangeiro ao serviço do Rangers, da Escócia, regressando a Portugal  em 2018/19 para representar o Santa Clara.

Nas três épocas em que vestiu a camisola dos açorianos, Fábio Cardoso somou um total de 97 jogos.

No Dragão vai envergar o mítico número 2, que já foi usado por nomes como João Pinto e Jorge Costa: "É uma grande responsabilidade neste clube, pois a camisola 2 já foi vestida pelo Jorge Costa, pelo João Pinto, pelo Bruno Alves… Sei que é uma grande responsabilidade, mas vou estar à altura. É também o dia de nascimento da minha filha, por isso foi quase uma escolha automática", garantiu, em declarações ao site oficial do FC Porto

Oefesa expressou também a sua felicidade por este salto na carreira.

"Não tenho palavras para descrever este momento. É um dos dias mais felizes da minha vida, sem sombra de dúvidas. Ainda não acredito. É um sonho tornado realidade chegar a um patamar destes, num dos maiores clubes do mundo. Estou muito feliz e pronto para começar a trabalhar. Trabalhei muitos anos para ter esta oportunidade e finalmente surgiu. Estou preparado para a agarrar. É o maior passo da minha carreira e estou ansioso por começar a trabalhar e mostrar o que valho", disse o defesa.

O jogador de 27 anos reencontra Sérgio Oliveira "um amigo,  um excelente jogador e uma pessoa", com quem se cruzou no Paços de Ferreira: "Vai ser muito bom reencontrá-lo", expressou.

Na época passada, Fábio Cardoso foi muito criticado pelos adeptos portistas por um lance com Romário Baró e onde o portista saiu lesionado. Uma situação que já está resolvida, garante.

"Não sou conhecido por ser agressivo em demasia, mas levo isto muito a sério e dou sempre tudo, seja nos treinos ou nos jogos. Foi um lance em que não esperava que o Romário conseguisse chegar àquela bola, mas chegou primeiro e na altura não tive a noção da intensidade e da gravidade do toque. Só tive noção de tudo quando vi as imagens no balneário e fiz questão de esperar lá fora por ele para lhe pedir desculpa. Ficou tudo resolvido aí", garantiu ao site do FC Porto.

No final, deixou uma mensagem aos adeptos portistas.

"O que espero dos adeptos é o que eles têm vindo a fazer: apoiarem a equipa e serem uma grande ajuda para nós. O que posso prometer é muito trabalho. Sou mais um para ajudar e estou aqui para trabalhar diariamente para conquistarmos muitas coisas juntos. A partir de agora sou um deles e sei que o apoio deles me vai ajudar. São o 12.º jogador e querem sempre mais. Essa mentalidade passa para os jogadores", atirou ao site do FC Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.