Declarações de Franclim Carvalho, treinador do Belenenses SAD, à Sport TV, após a derrota diante do FC Porto (1-4), no Estádio Nacional, da 18.ª jornada da I Liga.

Análise ao jogo: "A entrada foi muito forte da nossa equipa que já em Famalicão aconteceu, com um comportamento muito bom dos jogadores. Depois, defrontámos a equipa que está em primeiro lugar, que ainda não perdeu. É um FC Porto muito forte com uma variabilidade de jogo muito forte. Tentámos retardar ao máximo o golo do adversário, se viesse a acontecer. Conseguimos até certo momento e com alguma sorte num ou noutro momento, temos de admitir isto também. A questão do Yaya Sithole… vocês viram que os jogadores tiveram um comportamento muito forte com e sem bola, a agressividade foi muito grande dentro da lealdade e das leis de jogo. Não tenho de comentar isso".

Expulsão: "Provavelmente vai acontecer mais vezes. Não posso dizer aos jogadores para tirarem o pé e ninguém ser expulso. Os jogadores têm de ter agressividade e perceber o momento. Têm de perceber a zona onde estamos e se têm amarelo ou não. Não vi o lance ainda. Claramente que é mais difícil com menos um em campo. Os rapazes tiveram um grande comportamento mesmo com menos um."

Luta pela manutenção: "Para mim está fora de questão não pensar que vamos conseguir a permanência. Os rapazes têm de descansar um bocadinho. Amanhã começamos a preparar o jogo do Marítimo."

Declarações de Luiz Felipe, guarda-redes do Belenenses SAD, à Sport TV, após a derrota diante do FC Porto (1-4), no Estádio Nacional, da 18.ª jornada da I Liga.

Derrota: "O sentimento é de tristeza pela derrota. Até à expulsão nós estávamos bem, mas a expulsão acabou por atrapalhar o nosso esquema de jogo. Mas faz parte, agora é pensar no Marítimo e seguir em frente."

Expulsão: "Estávamos a jogar contra uma grande equipa, uma equipa do topo, e não dá para facilitar. Perdemos um homem e eles tomaram conta do jogo, mas faz parte do futebol".

Boa exibição: "É difícil para mim, por mais que tenha estado bem individualmente, a situação é incómoda. Trocava essa exibição pela vitória ou por um empate, um ponto que seja, mas temos de continuar a trabalhar, há muitos jogos pela frente."

Segunda volta: "É uma nova fase, estamos com a cabeça boa, o míster está a apoiar-nos. Temos de trabalhar. Ainda há muito pela frente."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.