Walter nunca chegou a brilhar ao serviço do FC Porto, mas continua vinculado aos Dragões, estando perto do nono ano de ligação.

O avançado brasileiro, que em 2010 chegou do Internacional por seis milhões de euros, foi novamente emprestado pelo FC Porto pela oitava vez consecutiva, algo que a imprensa brasileira não percebe.

"O FC Porto renovou porque queria ter retorno do investimento feito no Walter e, até ao empréstimo ao Atlético Paranaense, os clubes pagavam bem para contar com o atleta e assumiam o salário. Era uma forma de reaver o dinheiro. Nos empréstimos ao Paysandu e CSA não houve retorno. A ideia é só esperar acabar o vínculo mesmo", disse o empresário Ricardo Scheidt, em declarações ao Lance.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.