No momento em que se contam as horas para o início dos jogos decisivos nas contas pela permanência e último lugar de acesso às provas da UEFA, muitos clubes já terão feito as contas sobre o que poderá acontecer na derradeira jornada da I Liga. As contas centram-se no 6.º posto e nos 16.º e 17.º lugares, já que o último será sempre ocupado pelo Nacional, emblema já despromovido.

Há 81 possibilidades de apuramento para a Liga Conferência através do 6.º lugar da I Liga e também 81 hipóteses de descida de divisão.

As contas da Europa

Comecemos pelo 6.º lugar, que dá acesso à Liga Conferência, a nova prova da UEFA. O Vitória de Guimarães - que hoje recebe o Benfica com possíveis poupanças, devido à final da Taça de Portugal -, depende apenas de si, quando soma os mesmos 43 pontos do Santa Clara, mas tem vantagem no confronto direto.

Os açorianos despedem-se do campeonato na expectativa de fazerem melhor do que o Vitória de Guimarães, num jogo em que defrontam em casa o Farense, em situação aflitiva, procurando evitar a descida de divisão.

Ainda na corrida pela Europa e pelo sexto lugar, o Famalicão, que visita o Moreirense, não está matematicamente fora da corrida, mas está dependente dos deslizes das duas equipas imediatamente acima na classificação.

O Vitória de Guimarães assegura o 6.º lugar com 53 das 81 possibilidades de terminar nesse posto, o Santa Clara tem 27 possibilidades de garantir esse lugar e o Famalicão com apenas uma possibilidade em 81 de apurar-se para a Liga Conferência.

O Famalicão só conseguirá o sexto lugar se vencer o Moreirense, o Vitória de Guimarães perder com o Benfica, o Santa Clara ser derrotado pelo Farense e a Belenenses SAD vencer o FC Porto no Dragão.

Em caso de empate entre os quatro, o critério será os pontos conquistados pelas equipas envolvidas nos jogos entre elas. E aí a vantagem é do Famalicão com 13 pontos, seguido do Vitória de Guimarães com 10 pontos, Santa Clara seis e Belenenses SAD com apenas cinco.

Se for um campeonato a três, entre Vitória de Guimarães, Santa Clara e Famalicão, a vantagem é vitoriana, com nove pontos, sete golos marcados e dois sofridos,  Famalicão com nove pontos, (cinco golos marcados e três sofridos)  e Santa Clara com nenhum ponto e um golo marcado e oito sofridos.

Luta pela permanência ao rubro

Já nas contas da descida, Portimonense (14.º, com 34 pontos) e Boavista (15.º, com 33) dependem apenas de si para assegurarem a manutenção, com os algarvios a precisarem apenas de um ponto na receção ao Sporting de Braga.

O Boavista precisa de vencer fora o Gil Vicente, ou até pode empatar, mas neste caso Rio Ave (16.º, com 31 pontos) e Farense (17.º, também com 31) não poderão vencer, tendo em conta que os ‘axadrezados’ perdem no confronto direto.

O Rio Ave visita o lanterna-vermelha e já despromovido Nacional, enquanto o Farense joga nos Açores com o Santa Clara, sendo que em caso de igualdade serão os vila-condenses que ficam acima na tabela, por terem vantagem no confronto direto com os algarvios.

A equipa que ficar em 17.º vai descer de divisão, enquanto o 16.º vai disputar o ‘play-off’ de manutenção com o terceiro colocado da II Liga.

No que toca a descida, há 81 hipóteses e a vantagem está do lado do Portimonense, com apenas uma possibilidade de cair para o segundo escalão. O Boavista aparece a seguir com cinco cenários de descida. O Rio Ave desce de divisão em 27 das 81 possibilidades e o Farense em 48 delas.

Outro lugar a evitar esta quarta-feira é o 16.º posto já que não garante a permanência. Quem ficar nesse posto, terá de disputar o 'play-off' de manutenção com o terceiro colocado da Segunda Liga Liga.

Aqui também há 81 possibilidades em jogo. O Portimonense tem sete hipóteses de terminar no 16.º posto, o Boavista termina em lugar de play-off em 20 possibilidades, o Farense em 21 e o Rio Ave em 33.

Se as quatro equipas terminarem com 34 pontos, é o Portimonense quem desce porque num campeonato a quatro, é quem tem menos pontos (cinco). Neste cenário, seria o Farense (sete pontos) a ter de disputar o 'play-off' de permanência.

Se nenhuma destas equipas pontuar, aplica-se o primeiro critério de desempate do artigo 17.º do Regulamento de Competições (número de pontos alcançados pelos clubes empatados, no jogo ou jogos que entre si realizaram). Aí o Farense desce automaticamente e o Rio Ave vai disputar o 'play-off' de permanência.

Cenários de permanência

  • Farense fica se vencer e Rio Ave e Boavista não vencerem os seus jogos.
  • Rio Ave não desce automaticamente se vencer e Portimonense perder ou Boavista não vencer
  • Boavista garante a permanência se ganhar; se empatar ou perder, mas Farense e Rio Ave não vencerem
  • Portimonense fica na Primeira Liga se pontuar; se perder mas Boavista perder e Rio Ave não ganhar

*critérios de desempate (ponto 1 do artigo 17.º do Regulamento de competições

a) número de pontos alcançados pelos clubes empatados, no jogo ou jogos que entre si realizaram;

b) maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si;

c) maior número de golos marcados no estádio do adversário, nos jogos que realizaram entre si;

d) maior diferença entre o número dos golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes nos jogos realizados em toda a competição;

e) maior número de vitórias em toda a competição;

f) maior número de golos marcados em toda a competição.

Programa da 34.ª jornada:

- Terça-feira, 18 mai:

Tondela – Paços de Ferreira, 2-3

- Quarta-feira, 19 mai:

FC Porto – Belenenses SAD, 18:00

Moreirense – Famalicão, 20:00

Vitória de Guimarães – Benfica, 20:00

Gil Vicente – Boavista, 20:00

Portimonense – Sporting de Braga, 20:00

Santa Clara – Farense, 20:00

Nacional – Rio Ave, 20:00

Sporting – Marítimo, 21:45

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.