Este sábado realiza-se o primeiro clássico da época 2022/23 da I Liga, com o FC Porto a receber o Sporting no Dragão. Na antevisão à partida, Sérgio Conceição desvalorizou a ausência de Matheus Nunes, que entretanto foi vendido pelos leões ao Wolverhampton. O técnico falou da arbitragem, de Veron e Marcano e do mercado.

Terceiro amarelo em três jogos após reunião com arbitragem: "Tenho conversas com o grupo de trabalho e com a minha família, que é grande, parece um grupo de trabalho... Tivemos aqui uma reunião com os árbitros, que foi proveitosa. Nem pensei que o amarelo fosse para mim, ele [o árbitro] tem razão, porque estou quase na linha lateral, mas podia chegar lá e dizer-me 'olhe, amigo, vá para a sua área técnica'. Não percebi que era para mim. Sinceramente foi isto, foi por estar a falar como Pepe, avancei alguns metros, em alguns campos a área técnica é mais pequena. Há a intenção de acalmar os bancos, mas em que sentido? Se o quarto árbitro falar, eu vou para a 'casota'. Se quiserem que esteja amarrado, isso é que não. Se não, dá-me um ataque. O público vibra, os jogadores dentro do campo jogam numa intensidade máxima, todos vivemos o jogo. Tem de haver regras, se não há faltas de respeito ou insultos, mas se apenas se está a viver o jogo, é um exagero".

Veron a jogar a avançado diante do Vizela: "São características dele. Faz parte. O Gabriel Veron é um jogador extremamente rápido, tem um timing fantástico de atacar a profundidade. Nesse primeiro lance, recordo-me muito bem, ele esperou bem e de uma forma inteligente pelo passe atrasado. É trabalho que vamos fazendo. Depois, se há intenção de fazer, fico satisfeito."

Conversa com Veron no final do Vizela-FC Porto: "Quando tentam fazer coisas diferentes, com os tais vícios… Se posso fazer um passe com a parte de dentro do pé, não vou fazer com a sola, fica mais bonito no Brasil mas aqui e em todo lado é menos eficaz, há mais probabilidade de errar. Era nesse sentido que estava a falar com o Veron. Fez-me lembrar uma outra situação que tive com outro jogador. Foi uma situação num lance em que ele podia isolar o Galeno. Quis fazer um passe à brasileiro, à futsal. Fica bonito de ver mas não é tão eficaz. Tem de perceber que todos os momentos são importantes para ganhar jogos. Estávamos no 0-0 e precisávamos de fazer um golo para ganhar o jogo."

Titular nas três partidas oficiais dos ‘dragões’ em 2022/23, o centrocampista sérvio Marko Grujić manifestou fadiga muscular em Vizela e voltou na manhã de hoje a fazer trabalho de ginásio e tratamento, num boletim clínico em que ainda está o defesa Wilson Manafá.

O campeão nacional FC Porto, que lidera a I Liga, a par de Benfica, Boavista e Vitória de Guimarães, todos com seis pontos, recebe o Sporting, quinto, com quatro, no sábado, às 20h30, no Estádio do Dragão, no Porto, no primeiro embate entre ‘grandes’ da temporada 2022/23, que vai ser arbitrado por Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.