O Benfica recebeu e venceu na noite desta segunda-feira o Boavista, por 3-1, em jogo a contar para a sexta jornada do campeonato nacional de futebol e reforçou a liderança da competição.

A primeira grande oportunidade do jogo surgiu aos oito minutos de jogo pela equipa da casa. Yaremchuk fez um cruzamento para o coração da área onde apareceu Darwin Nuñez a rematar, mas a atirar para fora.

Já aos 14 minutos o jovem uruguaio redimiu-se e inaugurou o marcador no Estádio da Luz. Yaremchuk dominou a bola junto à linha de fundo, ajeitou para Diogo Gonçalves, este cruzou para a área e Darwin fez de cabeça o primeiro golo da noite.

À meia hora de jogo, Gustavo Sauer armou um tiro do meio da rua e obrigou Vlachodimos a aplicar-se na defesa. Apenas dois minutos depois, aos 32, Sauer voltou à baliza encarnada e, desta vez, acertou em cheio, devolvendo a igualdade ao marcador.

No entanto, o empate foi sol de pouca dura e Julian Weigl colocou o Benfica de novo em vantagem aos 34 minutos. Na sequência de um pontapé de canto, João Mário colocou a bola na área, Otamendi cabeceou ao segundo poste e Weigl, ao primeiro, fez o segundo tento dos encarnados.

As equipas recolheram aos balneários com o Benfica em vantagem por 2-1. Na segunda parte, Jorge Jesus tirou Diogo Gonçalves para lançar Valentino Lázaro, enquanto João Pedro Sousa colocou Kenji Gorré no lugar de Paul-Georges Ntep.

O segundo tempo começou com fortes emoções no Estádio da Luz. Aos 47 minutos um remate rasteiro de Ntep saiu à figura de Odysseas Vlachodimos e, um minuto depois, voltou a testar a atenção do guarda-redes encarnados, mas este voltou a encaixar com facilidade.

Aos 49 minutos,  Grimaldo bateu um livre, que acabou desperdiçado porque nem Darwin nem Otamendi conseguiram finalizar. Dois minutos os axadrezados voltaram a tentar a sua sorte com Sauer a rematar a zona frontal, mas ligeiramente por cima.

Aos 55 esteve à vista o terceiro golo dos encarnados. Depois de um canto batido por João Mário, Grimaldo cruzou e Lucas Veríssimo cabeceou na área, atirou por cima. Depois da ameaça veio mesmo o terceiro quando Lucas Veríssimo fez um passe em profundidade para Rafa, que viu Darwin sozinho a chegar e assistiu para o bis do uruguaio.

Aos 72 minutos, Bracali negou o hat-trick a Darwin. Um passe de Grimaldo lançou o uruguaio do Benfica, que apareceu na cara do guarda-redes axadrezado e o obrigou a uma grande defesa. 

Alguns minutos depois, Valentino Lázaro cruzou para Darwin, mas foi Everton nas costas quem cabeceou e obrigou Bracali a outra grande defesa. Aos 81 minutos surgiu uma nova oportunidade para os axadrezados com Musa a armar o remate de longe a forçar Vlachodimos a uma defesa a dois tempos.

Este resultado permitiu ao Benfica de Jorge Jesus reforçar a liderança do campeonato nacional. Os encarnados somam 18 pontos em seis jogos e continuam com quatro pontos de vantagem dos rivais FC Porto e Sporting. Já o Boavista mantém os oito pontos e o 7º lugar, sendo que pode ainda ser ultrapassado pelo Sporting de Braga, que encerra a 6ª jornada com o Tondela, ainda esta noite.

Veja o resumo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.