A festa do título do Sporting ficou marcada pela confusão entre adeptos e as forças de segurança. No Marquês de Pombal, onde a equipa foi recebida por milhares de adeptos madrugada adentro, a polícia teve de intervir, numa noite depois de sofrer com arremesso de garrafas de vidro e de tochas.

As imagens da confusão entre Polícia e adeptos

Devido à pandemia de COVID-19, o acesso ao Marquês de Pombal esteve vedado com grades ao longo das artérias circundantes à praça, com os milhares de adeptos ‘leoninos’ atrás do gradeamento, sendo que alguns chegaram mesmo a sofrer ferimentos, sendo prontamente socorridos pelos bombeiros.

Antes de a equipa 'leonina' chegar à Praça do Marquês de Pombal, a Polícia de Segurança Pública (PSP) tentou conter as investidas dos adeptos do Sporting. Após várias tentativas de derrubarem as grades que circundavam o local e arremessos de objetos, o corpo de intervenção voltou a atuar, pela segunda vez, no mesmo local, enquanto alguns adeptos faziam deflagrar artefactos pirotécnicos.

Especial Sporting Campeão 2020/21: saiba tudo sobre o 19.º título dos Leões

Antes mesmo da saída do autocarro panorâmico com o plantel e 'staff' da equipa campeã nacional de futebol do Estádio José Alvalade, em Lisboa, tinham ocorrido desacatos entre adeptos e as autoridades.

Novamente, alguns adeptos sofreram ferimentos, necessitando de assistência dos bombeiros.

Desde o apito final em Alvalade, uma vasta multidão acorreu ao Marquês de Pombal, onde a estátua esteve iluminada de verde, em clima de enorme festa e com engenhos pirotécnicos em largo número, como fogo de artifício, tochas ou petardos, mas sem cumprirem qualquer tipo de distanciamento social e muitos até sem utilizar máscara.

Mesmo antes do apito final do jogo em Alvalade, já tinha havido confrontos entre adeptos e a Polícia nos arredores de Alvalade.

Após várias horas de ambiente de festa com milhares de adeptos do Sporting, que esperavam à volta do recinto pela conquista do primeiro título de campeão nacional em 19 anos, as forças de segurança avançaram perto da zona das instalações das claques ‘leoninas’, de acordo com as imagens divulgadas pelas várias televisões.

Os agentes da PSP avançaram sobre os adeptos com uma carga mais ‘musculada’, criando-se um ambiente de confusão e tensão no exterior do estádio. Ato contínuo, foram arremessados objetos e artefactos pirotécnicos como petardos e tochas na direção dos elementos das forças de segurança que responderam com disparos de balas de borracha. Alguns adeptos ficaram feridos pelo arremesso de garrafas e pedras.

As imagens da confusão entre Polícia e adeptos

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.