O dia era de festa, pelo que se desculpa a falta de algum ritmo e clarividência naquele que foi o último jogo da I Liga 2021/22, uma semana depois da conquista do 30.º título de campeão nacional. Ainda assim, mesmo sem o futebol asfixiante de outros momentos, o FC Porto cumpriu todos os objetivos que traçara frente ao Estoril: vitória por 2-0, que lhe permitiu acabar com o melhor ataque dos últimos 23 anos (com 86 golos), recorde absoluto de pontos (91) e as estreias de Cláudio Ramos (titular), Fernando Andrade (que marcou), Rúben Semedo e Meixedo - nunca um campeão tinha utilizado tantos jogadores numa só temporada.

Foi preciso esperar pela segunda parte para que os 'dragões' conseguissem desmontar a muralha estorilista, graças a um autogolo de Joãozinho, cabendo a Fernando Andrade fechar a contagem, apenas dois minutos depois de entrar.

Os azuis e brancos, que já tinham atingido um máximo de invencibilidade na I Liga, são a primeira equipa a ultrapassar a barreira dos 90 pontos, superando os registos do Benfica de 2015/16 e do FC Porto de 2017/18 (ambos terminaram com 88 pontos), precisamente no final da primeira temporada de Sérgio Conceição no Dragão. A entrega do troféu no Dragão e a festa nos Aliados foram o culminar perfeito de uma campanha histórica no campeonato.

Veja o resumo

Sem ceder a facilitismos, Sérgio Conceição fez alinhar o seu onze mais forte de início no jogo da consagração - a única exceção foi mesmo a troca de guarda-redes, com Cláudio Ramos a somar os primeiros minutos na I Liga. O FC Porto instalou-se desde logo no meio-campo adversário, mas teve dificuldades em furar a organização defensiva do Estoril, que também teve as suas oportunidades.

Aos 19 minutos, Taremi ficou em boa posição depois de um excelente passe de Otávio, mas o remate do iraniano saiu enrolado e pela linha lateral. A seguir foi Vitinha, de fora da área, a atirar para a defesa segura de Thiago. Os 'dragões' surgiam menos asfixiantes do que o habitual, pelo que o jogo foi-se arrastando até ao intervalo sem que qualquer das equipas tenha criado uma situação clara de golo.

O descanso fez bem ao FC Porto, que logo aos 48 minutos chegou à vantagem, através de um autogolo de Joãozinho, num desvio a um cruzamento de Zaidu, que tinha Evanilson como destinatário. Os campeões tiveram ainda duas bolas na trave, uma por Evanilson e outra por Taremi, e ainda viram Francisco Conceição obrigar Thiago à defesa da tarde.

Na reta final, Sérgio Conceição lançou em campo os estreantes Francisco Meixedo, Rúben Semedo e Fernando Andrade e deste trio foi o brasileiro quem aproveitou melhor o momento, fechando o jogo com chave de ouro, depois de um empréstimo frustrado e de uma lesão grave: Fábio Vieira abriu na esquerda e Fernando Andrade atirou rasteiro para o 2-0, acabando em lágrimas a celebrar com o treinador e com os restantes companheiros.

Uma semana depois da festa na Luz, o FC Porto voltou a ter uma tarde de celebrações, desta feita em casa. Resta agora tentar a dobradinha.

Momento

Golo de Fernando Andrade aos 88 minutos: Inscrito no mercado de janeiro, o avançado brasileiro já tinha alinhado pela equipa B, mas faltava cumprir o objetivo principal. "Se tiver uma oportunidade quero ser campeão. Nem que sejam 30 segundos. Quero entrar para chutar uma bandeirola e receber a medalha", disse o jogador, no passado mês de março. Sérgio Conceição deu-lhe mais do que isso: lançou-o aos 82 minutos. Fernando Andrade só precisou de seis para marcar e confirmar a vitória portista. O abraço sentido entre ambos, logo a seguir, diz tudo.

O melhor

Otávio: Numa exibição mais apagada do conjunto portista (pelo menos em comparação com outros jogos), há que destacar a qualidade e a garra de Otávio. O luso-brasileiro voltou a encher o campo, mostrando ser um forte candidato ao prémio de melhor jogador da I Liga 2021/22.

O pior

Ataque do Estoril: Depois das dificuldades criadas no jogo da primeira volta, esperava-se mais do conjunto da Linha no plano ofensivo, onde foi muito previsível.

Reações

Sérgio Conceição dedica título aos pais: "Estão nos meus pensamentos e em tudo o que vou conquistando na vida"

Pepe: "Alguns iluminados tentaram manchar a nossa conquista"

Da emoção de Fernando Andrade às juras de amor de Fábio Vieira: O que disseram os campeões na consagração do FC Porto

Veja as imagens da festa nos Aliados

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.