Os espectadores poderão regressar na próxima semana a alguns eventos desportivos em Inglaterra, nomeadamente, no críquete e snooker, de forma controlada, e, a partir de outubro, em outros mais massificados, como o futebol.

“A partir de outubro pretendemos ter mais adeptos nos estádios, de uma maneira segura em relação à covid-19 e com testes efetuados”, disse hoje o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

Questionado sobre as palavras do chefe de governo britânico, Mourinho reagiu de forma irónica.

"Ele disse alguma coisa sobre eu poder ir uma semana de férias a Portugal?", perguntou o treinador do Tottenham ao jornalista que lhe colocou a questão.

Recorde-se que Portugal está na 'lista negra' dos destinos para os britânicos, o que implica que quem passar férias em território luso terá de cumprir 14 dias de quarentena quando regressar a casa.

"São ótimas notícias. Todos os que amam o futebol querem que o futebol seja para todos. Nós, que vivemos do futebol, sabemos da importância disso. Entre o ponto de vista económico e do ponto de vista da paixão, penso que ficaríamos todos tão contentes de ver as pessoas regressarem aos estádios. Se for impossível ter o estádio cheio como todos sonhamos, pelo menos ter algumas pessoas já seria um bom princípio", acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.