O ítalo-brasileiro Jorginho é um dos fortes candidatos a vencer a Bola de Ouro, galardão da 'France Football' que premeia o Melhor Jogador do Ano. O médio, que venceu a Liga dos Campeões pelo Chelsea e o Europeu de futebol com a seleção de Itália, admite que seria um grande sinal de reconhecimento.

"Seria bom, como um incentivo, como um reconhecimento. É como se dissessem: 'estamos atentos a todos. Não são apenas os números de golos que contam'", começou por dizer ao Globo Esporte.

"Se acontecer... caramba, aconteceu! Se não acontecer, não tenho que reclamar. Olho para trás e como é que vou ser ingrato e querer reclamar de alguma coisa?", questionou Jorginho.

Este ano o troféu regressa e entre as distinções a atribuir estão também a Bola de Ouro feminina, o troféu Kopa para melhor jovem jogador e o prémio Yachine para o melhor guarda-redes.

O internacional argentino Lionel Messi é o jogador com maior número de distinções, seis, em 2009 e 2019, e 2010, 2011, 2012 e 2015, quando o prémio foi entregue associado ao melhor jogador do mundo da FIFA.

Já o português Cristiano Ronaldo, tem cinco troféus, três com a France Football, em 2008, 2016 e 2017, e duas com o prémio em simultâneo com a FIFA, em 2013 e 2014.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.