Com a época interrompida devido à pandemia do coronavírus que paralisou os campeonatos pelo mundo inteiro, Kevin de Bruyne vai adiar o final de carreira.

"Eu disse à minha mulher que vou prolongar a carreira. Com este isolamento, não posso ficar em casa. Disse-lhe que vou prolongar a carreira por mais dois anos", afirmou citado pelo 'Manchester Evening News'.

O médio de 28 anos, que ainda terá bastantes anos de futebol, estava a brilhar a grande altura na Premier League (oito golos e 16 assistências) confessa que não é fácil não jogar futebol. "Sinto fácil e é difícil."

"É hora de jogar futebol de novo. Sinto falta e é difícil. Mas não somos importantes, o futebol não é importante (agora). As pessoas adoram futebol, mas precisam se manter seguras", salientou

O jogador permanece na sua casa em Inglaterra de quarentena com a família.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.