O organismo de defesa do consumidor do Rio de Janeiro descobriu alimentos fora do prazo nos hotéis onde vão ficar hospedadas as seleções de Itália e de Inglaterra durante o Mundial de Futebol, que arranca dentro de 17 dias.
O Hotel Portobello, em Mangaratiba, que vai receber a Itália, e o Royal Tulip, em São Conrado, que vai acolher a seleção inglesa, foram autuados depois de uma inspeção levada a cabo pela Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor).
Na unidade hoteleira que vai acolher a seleção italiana foram descobertos 25 quilogramas de alimentos fora do prazo, incluindo massas, camarão, salmão e manteiga, bem como outros 24 quilogramas de produtos sem validade especificada, como carne, molhos, queijo e açúcar, indica a imprensa brasileira.
Os fiscais também inspecionaram o hotel Royal Tulip, onde ficará instalada a seleção inglesa, tendo encontrado mais de dois quilogramas de alimentos com validade expirada.
Os hotéis autuados têm um prazo de 15 dias para apresentar a sua justificação e defesa para as irregularidades.
Caso o órgão de defesa do consumidor considere que as explicações não são plausíveis ou não seja apresentado qualquer esclarecimento será aplicada uma multa, cujo valor será posteriormente calculado.
Já o Hotel Caesar Park, na praia de Ipanema, que receberá a Holanda, passou sem problemas na inspeção, não tendo sido detetadas irregularidades.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.