O apuramento para o Mundial de 2022 na zona da CONCACAF será retomado esta quinta-feira, com a possibilidade de troca de posições na liderança entre Panamá e México, ou a ascensão ao primeiro posto de Canadá e Estados Unidos da América, casos os líderes percam pontos.

Após oito jornadas, o Canadá, de Stephen Eustáquio e Steven Vitória, é o líder do torneio, com 16 pontos, seguido pelos Estados Unidos com 15, e do México e Panamá (ambos com 14). Por enquanto, os mexicanos têm a terceira vaga direta da CONCACAF para o Mundial2022, devido ao melhor saldo de golos: 4 contra 2 dos 'canaleros', que se a competição terminasse hoje, teriam de disputar o playoff.

Do meio da tabela para baixo, a Costa Rica, com nove pontos, vai lutar para se manter viva nesta jornada tripla do torneio, enquanto que Jamaica (com sete pontos), El Salvador (6) e Honduras (3) parecem estar fora da luta. No entanto, nada os impede de serem um obstáculo para os que estão a lutar por um lugar no Qatar2022.

- México à procura dos melhores trilhos

A nona ronda do torneio começará no Estádio Nacional de Kingston às 19h00 locais, com a visita do México à Jamaica num ambiente nada hostil, já que a partida será disputada à porta fechada, devido a pandemia de COVID-19.

O México precisa urgentemente de uma vitória que permita aliviar a pressão sobre o seu técnico, o argentino Gerardo Martino, já que a sua continuidade à frente da seleção ficou em risco após as derrotas em novembro contra Estados Unidos e Canadá. Duas derrotas que o fizeram perder a liderança e correr o risco de ir disputar um play-off para ir ao Mundial2022.

Por sua vez, a Jamaica teve outro episódio de instabilidade em dezembro, quando o treinador Theodore Whitmore foi demitido e no seu lugar entrou o auxiliar Paul Hall, que estreou em 21 de janeiro com uma derrota por 3-0 num amigável contra o Peru.

- Frio: amigo de uns, inimigo de outro

No Estádio Lower.com Field, de Columbus, os Estados Unidos da América procuram dar mais um passo rumo ao Qatar2022 contra El Salvador, com base em dois fatores: uma equipa poderosa liderado por Christian Pulisic, avançado do Chelsea, e o frio desconfortável de Columbus, sede do jogo que começará às 19h30, horário local.

"O clima vai desempenhar um papel fundamental. Assim como às vezes vamos à América Central e jogamos com muita humidade e calor, às vezes no nevoeiro causado pela poluição e na altitude, esta é uma oportunidade para ganharmos vantagem sobremos nossos adversários", disse Gregg Berhalter, selecionador dos Estados Unidos, sobre a possibilidade de jogar com neve no relvado.

Do lado salvadorenho, o técnico Hugo Pérez não abriu mão da esperança de ir ao Mundial2022, mas sabe que o caminho é difícil.

"A única coisa que posso transmitir aos jogadores é que eles entrem em campo sem medo. Temos que estar focados e preparados psicologicamente para tudo, seja o clima, o ambiente, o árbitro, o campo, detalhes que custam jogos".

- Canadá tem prova crucial

O Estádio Olímpico Metropolitano de San Pedro Sula, a partir das 19h05 locais, será o palco onde o Canadá testará o crescente nível do seu futebol que alcançou sob o comando do técnico britânico John Herdman.

No entanto, a seleção canadiana estará em território hondurenho com desfalques importantes como a do lateral Alphonso Davies que enfrenta uma "leve inflamação" cardíaca, pouco preocupante, segundo relatos do seu técnico no Bayern de Munique.

O médio Stephen Eustáquio, que trocou o Paços de Ferreira pelo FC Porto, neste mercado, volta a ser convocado, tal como Steven Vitória, central do Moreirense.

Para o colombiano Hernán Darío Gómez, selecionador das Honduras, os desfalques do Canadá não representarão nenhuma vantagem para a sua equipa.

"O Canadá depende mais do seu coletivo. A ausência de um jogador não vai mudar o seu estilo", disse 'Bolillo' Gómez.

Sobre a situação de sua equipa no torneio de apuramento, o técnico espera um milagre nesta ronda tripla: "Esperamos fazer as coisas acontecerem e mostrar ao país que a seleção está pronta para dar tudo e lutar por tudo."

- Momento crítico para Panamá

A nona ronda do torneio da CONCACAF será encerrada no Estádio Nacional, em San José. Às 20h05 locais, o Panamá, que jogará com os ouvidos no resultado do México, tentará a vitória que pode colocá-lo na zona de apuramento direto para o Mundial2022.

"Se vencermos a Costa Rica, vamos roubar-lhes oito pontos deles. Para nós, este é um jogo de vida ou morte, porque se vencermos, quase diria que estamos no Mundial de Futebol, e para eles é a última oportunidade", disse Thomas Christiansen, técnico do Panamá.

Do lado da Costa Rica, vencer este jogo é de extrema importância para apoiar o processo do seu selecionador Luis Fernando Suarez.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.