O avançado guineense do Clermont Mohamed Bayo foi chamado para comparecer em tribunal no próximo mês de junho por "conduzir sob a influência de álcool", disse o promotor público da cidade francesa na segunda-feira.

Bayo, 23, foi detido pela polícia no domingo depois de estar envolvido num acidente em Clermont, mas foi libertado esta segunda-feira.

O avançado guineense não parou após o incidente com outro carro que tinha dois passageiros, que sofreram ferimentos leves. "No momento do acidente, entrei em pânico, estava com medo das consequências", disse Bayo no Twitter.

"Longe de estar lúcido, originalmente deixei o local, mas queria ajudar as vítimas e voltar a assumir a responsabilidade. Quero, do fundo do meu coração, apresentar as minhas sinceras desculpas aos feridos, às suas famílias e às pessoas próximas deles", acrescentou.

"Aguardo pela decisão e estou ciente da seriedade dos meus atos", acrescentou.

A 28 de junho, Bayo tem ainda de responder por "lesões involuntárias que causaram uma ausência profissional temporária de menos de três meses", disse o promotor público da cidade central, Eric Maillaud.

Bayo, que fez a última das suas cinco partidas internacionais no início deste mês, marcou o seu sexto golo na temporada na derrota de sábado por 2-1 em Nantes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.