Di María falou pela primeira vez depois do assalto no domingo à sua residência, quando este estava a jogar pelo Paris Saint-Germain.

"Muito obrigado pelo apoio permanente. A minha família e eu estamos muito felizes aqui e nada vai apagar o nosso sorriso", garantiu o futebolista internacional argentino.

O extremo abandonou o campo na derrota do Paris Saint-Germain na receção ao Nantes (2-1), ao saber que a casa em que vive tinha sido assaltada, com a família no interior.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.