O internacional português Vítor Ferreira vai jogar no Paris Saint-Germain, comunicou hoje o FC Porto à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), com os campeões nacionais de futebol a receberem 41,525 milhões de euros (ME) pelo médio.

O jogador de 22 anos deixou um comunicado de despedida, nas redes sociais, dirigido à família portista.

"Caros Portistas, os dias são incontáveis. Os momentos inesquecíveis. O FC Porto é assim. Enche-nos de memórias, reescreve o nosso ADN e dá-nos valores para a vida, que transportamos juntamente com esta bandeira azul e branca. A multidão grita como um só, porque é aquilo que somos. Faltam-me as palavras para vos dizer o quanto tenho a agradecer. Pelo carinho, pelos ensinamentos, pelo apoio. Por tudo. Nós, portistas, somos especiais e agradeço a todos, incluindo o nosso Presidente, os treinadores que tanto acrescentaram ao que sou hoje e os companheiros com quem partilhei momentos que ficam para sempre. "Como outros anteriormente, chegou a minha vez de iniciar uma nova etapa, para a qual contribuí com o meu trabalho diário. Deixo o FC Porto, mas não deixo de ter o FC Porto comigo. Estarei sempre a torcer pelo meu clube do coração e parto confiante em mais anos de sucessos para as nossas queridas riscas azuis e brancas. Gostava de continuar convosco a meu lado, agora num palco diferente. Mas com uma certeza, onde quer que esteja: Sempre Porto", pode ler-se na conta do jovem médio, já com a camisola do PSG na imagem de perfil.

Antigo campeão da UEFA Youth League pelos ‘dragões’, Vítor Ferreira estreou-se na equipa principal do clube a que chegou em 2011 na época 2019/20, alinhando em 12 partidas de forma alternada com a equipa B.

Na época seguinte, foi emprestado ao Wolverhampton, marcando um golo em 22 partidas, e regressou para ser importante no esquema do campeão nacional, com as boas exibições a valerem-lhe a chamada à seleção 'AA'.

Estreou-se em março pela equipa das ‘quinas', ao entrar aos 90 minutos da vitória sobre a Macedónia do Norte (2-0), seguindo-se jogos, já em junho, para a Liga das Nações, nomeadamente a vitória frente à República Checa (2-0) e a derrota diante da Suíça (1-0).

O Paris Saint-Germain, liderado pelos ‘astros’ Messi, Neymar e Mbappé, foi campeão francês em 2021/22, mas acabou eliminado logo nos oitavos de final da Liga dos Campeões, pelo Real Madrid, que viria a conquistar o troféu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.