Na antevisão da partida frente ao Benfica, Rui Vitória, treinador do Spartak, falou com alguma animosidade de Jorge Jesus.

"É um jogo entre Benfica e Spartak. Não é de individualidades, é um jogo de dois coletivos, muito idênticos, sentindo a grandeza que representam para os seus países, até nas cores, um clube muito forte na Rússia e um clube forte em Portugal. Isso é o mais importante, quanto aos dois treinadores, é uma novela que sinto que se gosta de alimentar, mas já não estou para essas novelas. Não muda nada. Não é por estar no estrangeiro que as coisas se vão alterar. Até à data nunca nos falámos, também agora não nos vamos falar, obviamente."

O Benfica mede forças esta quarta-feira o Spartak de Moscovo de Rui Vitória em partida a contar para a primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.