Num grupo onde apenas Bayern Munique já tinha garantido o apuramento, a Roma e o Manchester City defrontaram-se no Estádio Olímpico de Roma com a possibilidade de ambos chegarem ao segundo lugar do grupo E e de se apurarem para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões (tinham seis pontos tal como CSKA). A formação inglesa foi mais forte e venceu (2-0) com golos de Nasri (60’)e Zabaleta (86’).

Sem Kun Aguero (melhor marcador da equipa com 5 golos em 5 jogos) para a sexta e última jornada da fase de grupos, Manuel Pellegrini apostou em Dzeko na frente do ataque dos "citizens" e na velocidade de Jesus Navas para desestabilizar a defensiva romana. Mangala e Fernando, ambos ex-FC Porto, foram titulares e ajudaram a sua equipa a seguir em frente na prova.

Já Rudi Garcia apostava no talento de jogadores como Pjanic, Totti ou Gervinho para alcançar a tão desejada passagem à fase seguinte (poderia bastar um empate se o CSKA perdesse com o Bayern Munique). A Roma tentou incansavelmente chegar ao golo mas Hart esteve sempre onde foi preciso e, quando não esteve, o poste substituiu-o.

O jogo estava equilibrado, com ambas as equipas a procurarem acercarem-se da área contrária para abrir o marcador. Embora ambas as formações tenham procurado o golo com afinco, foi a formação italiana que esteve mais perto de se adiantar no marcador na primeira parte com o guardião inglês a salvar a formação britânica em duas ocasiões.

O segundo tempo começou igualmente equilibrado, com a Roma mais rematadora e atrevida, mas foi o Manchester City quem marcou primeiro. Num rasgo de génio individual, Nasri disfere um forte remate de fora da área e bateu De Sanctis, que nada poderia fazer para evitar o golo. 1-0 para a formação britânica quando faltava meia hora para o final da partida.

O técnico da Roma apostou então na impressibilidade do ex-dragão Iturbe para perfurar a defensiva britânica e teve uma grande oportunidade para empatar mas Manolas enviou a bola ao poste. No lance seguinte os transalpinos tiveram nova oportunidade, mas a bola encravou na defensiva dos "citizens".

O pragmatismo italiano posto em prática pelos ingleses voltou a dar frutos com Zabaleta a colocar um ponto final na indecisão, após Nasri, já dentro da área, ter demonstrado classe ao passar calmamente para o lateral espanhol finalizar sem oposição.

O Bayern Munique terminou a fase de grupos com 15 pontos e segue em frente, tal como o Manchester City, que alcançou o segundo lugar (nove pontos) com a vitória desta noite. A Roma segue para a Liga Europa, enquanto o CSKA está fora das competições europeias.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.