Jordie van der Laan já deve estar arrependido de ter mentido à sua entidade patronal. O jogador do Telstar, equipa da segunda divisão holandesa, fingiu estar doente para viajar até Londres para assistis à vitória do Ajax, seu clube do coração, sobre o Tottenham, na primeira-mão da meia-final da Liga dos Campeões.

O problema é que van der Laan foi apanhado pelas câmaras televisivas no estádio inglês, quando era suposto que estivesse doente. O clube não gostou desta situação e apressou-se a terminar o contrato do avançado - terminava no verão.

Ao jornal "IJmuider Courant", o jovem holandês garantiu que avisara os dirigentes da mentira antes de assistir ao encontro em Londres: "Claro que admito que é uma situação insólita. Tive uma conversa com o Piet [Buter, diretor técnico do clube] sobre a situação e, de comum acordo, concordámos em rescindir", explicou.

"Disse-lhes que estava doente, porque me convenci de que não seria autorizado a faltar ao treino. Tomei a decisão porque o Telstar já não tinha nenhuma decisão em causa no campeonato e também porque, considerando os escassos minutos em que fui utilizado nos últimos jogos, as hipóteses de jogar contra o Jong PSV eram reduzidas. De qualquer maneira, não deveria ter ido a Londres", reconheceu, acrescentado que tinha avisado os dirigentes do clube antes de estes o terem visto na televisão na capital inglesa. "Ainda antes do jogo avisei-os de que não estava doente e estava, isso sim, em Londres. Não foi surpresa quando me viram na TV", diz.

"Foi estranho ver-me três vezes no ecrã, com a minha cabeça em tamanho gigante", sentenciou.

Como não tem clube, Jordie van der Laan pediu nas redes sociais que alguém lhe arranjasse um bilhete para a segunda mão, o que acabou por acontecer.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.