Sérgio Conceição lamentou a expulsão de Wendel frente ao Atlético Madrid, numa altura em que os Colchoneros jogavam com menos um. Na análise à derrota diante dos espanhóis, o treinador do FC Porto lamentou também a falta de experiência na prova de alguns jogadores do FC Porto.

Está abatido? "Sim, estou. Este jogo foi a imagem do que foram os outros jogos nesta fase de grupos. Primeiro quero salientar que estivemos até aos 90 minutos a disputar um acesso aos oitavos-de-final onde estavam algumas das equipas com mais títulos na Champions e, se calhar, com mais candidatos a ganhar a prova".

Análise ao jogo: "Para aquilo que produzimos até à expulsão do nosso jogador, foi o suficiente para estarmos a ganhar. Foi um bocadinho a imagem do que se passou nesta fase de grupos. Mais uma vez não fomos eficazes, falhámos golos em momentos importantes. Numa bola parada aconteceu o golo do Atlético. Continuámos em busca daquilo que queríamos que era ganhar o jogo. Queríamos empatar primeiro para depois ganhar. Acontece a expulsão do jogador do Atlético Madrid e havia 30 minutos ainda para jogar e depois há uma infantilidade do nosso jogador. Temos de o dizer e de ser diretos. Não é normal, com 0-1, o adversário com menos um jogador, nós colocarmo-nos a jeito. Foi o que aconteceu. Para lá do minuto 90, foi mais o coração do que a estratégia de jogo. Aconteceu o que aconteceu. É uma derrota pesada num jogo em que tínhamos tudo para ganhar".

Jogadores têm cabeça para a Liga Europa? "O futebol é um recomeçar constante. Temos consciência do que fizemos e não fizemos. Apesar da história do FC Porto na Europa, a história não joga. Temos pouca gente com experiencia nesta prova e isso notou-se hoje, tendo em conta a diferença na forma de estar em campo. Há provas para ganhar esta temporada. Estaremos sempre à altura do clube que representamos. Não tenho dúvidas."

Azia: Não é o momento para pensar na Liga Europa. Se eu já estou com azia, falar na Liga Europa ainda pior. A seu tempo falaremos. A partir de amanhã - o futebol é um recomeçar constante - vamos começar a preparar o Braga, um adversário forte, com quem vamos disputar mais um jogo no principal objetivo que temos, que é o campeonato."

Os jogadores honraram o FC Porto? "Fizeram isso, excetuando o momento do Wendell em que perdeu a cabeça. O resto foi dedicação e determinação. A prova é o apoio dos adeptos. Eu sei que eles não querem agradecimentos do treinador, querem é vitórias, mas aproveito para agradecer o apoio deles. É incrível como ficaram tantas pessoas para aplaudir o trabalho dos jogadores. Fizemos tudo para conseguir o acesso aos oitavos."

O FC Porto foi esta terça-feira afastado da Liga dos Campeões de futebol, ao perder em casa com o Atlético de Madrid 3-1, em jogo da sexta jornada da fase de grupos, sendo relegado para a Liga Europa.

Num encontro em que apenas dependiam de si próprios, os 'dragões' viram-se em desvantagem aos 56 minutos, depois de um golo de Antoine Griezmann, e viram as suas esperanças de poderem seguir em frente ruirem nos minutos finais, após os tentos de Correa, aos 90, e de Rodrigo de Paul, aos 90+2, com os 'auis e brancos' a reduzirem ainda aos 90+6, numa grande penalidade convertida por Sérgio Oliveira.

Com esta derrota, o FC Porto segue para a Liga Europa, na qual vai disputar o acesso aos oitavos de final num 'play-off' com o segundo classificado da fase de grupos desta competição.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.