O Benfica bateu hoje o seu recorde de jogos consecutivos sem perder na principal prova europeia de clubes, ao somar o 11.º no reduto do Maccabi Haifa, na sexta jornada da edição 2022/23 da 'Champions’.

Depois do desaire caseiro com o Liverpool por 3-1, na primeira mão dos quartos de final da edição transata da prova, os ‘encarnados’ somaram oito vitórias e três empates, superando o seu melhor registo, os 10 de 2011/12.

Veja as melhores imagens do jogo

Há uma década, o conjunto comandado por Jorge Jesus esteve invicto na ‘Champions’ durante 10 jogos, ao somar cinco triunfos e cinco empates, na terceira pré-eliminatória (dois jogos), ‘play-off’ (dois) e fase de grupos (seis).

A série acabou na primeira mão dos oitavos de final, quando o Benfica perdeu por 3-2 com o Zenit, em São Petersburgo, num resultado que, em termos de eliminatória, até foi positivo, face ao posterior 2-0 no Estádio da Luz.

Desta vez, o registo começou em pleno Anfield Road, em 13 de abril de 2022, com o Benfica a conseguir uma meritória igualdade a três golos, depois de ter estado a perder por 3-1, o mesmo resultado que os ‘reds’ já haviam conseguido na Luz.

Na presente temporada, o conjunto comandado pelo alemão Roger Schmidt deu sequência, sendo que, concluída a fase de grupos, ainda não perdeu, apesar de ter apanhado pela frente ‘pesos pesados’ com o Paris Saint-Germain e a Juventus.

A formação ‘encarnada’ começou por somar quatro vitórias nas eliminatórias de acesso à fase de grupos, primeiro face aos dinamarqueses do Midtjylland (7-2 no conjunto dos dois jogos) e, depois, com os ucranianos do Dinamo Kiev (5-0).

Seguiu-se o sorteio, que colocou o Benfica juntamente com PSG e Juventus e, como tal, destinado a seguir para a Liga Europa, o que não se confirmou, de todo, com as ‘águias’ a assegurarem a presença nos ‘oitavos’ após cinco rondas.

A formação ‘encarnada’ selou o apuramento na Luz, com um triunfo por 4-3 face à Juventus, que já tinha batido por 2-1 em Turim, na segunda ronda, depois de uma vitória obrigatória na receção aos israelitas do Maccabi Haifa (2-0).

Pelo meio, um Benfica personalizado conseguiu duas igualdades face ao Paris Saint-Germain, de Messi, Mbappé e Neymar, ambas a um golo e depois de estar a perder, como aconteceu no reduto da ‘velha senhora’.

A terminar, o ‘onze’ de Roger Schmdit ainda goleou fora o Maccabi Haifa por 6-1, resultado que lhe valeu a vitória no Grupo H, à frente dos gauleses, pelo que segue com um ‘rasto’ de 11 jogos consecutivos sem perder na prova.

O Benfica vai agora em busca do recorde nacional, na posse do FC Porto, que, entre 2003/04 e 2004/05, conseguiu uma série de 12 encontros consecutivos sem perder, marca que os ‘encarnados’ podem igualar na primeira mão dos ‘oitavos’.

Sob o comando de José Mourinho, e após uma derrota caseira com o Real Madrid (1-3) na segunda jornada da fase de grupos, a formação portista não perdeu nos últimos 11 jogos de 2003/04, num registo culminado com um 3-0 ao Mónaco na final.

Na época seguinte, com o espanhol Víctor Fernández ao comando, o FC Porto somou um 12.º jogo sem perder, na receção ao CSKA Moscovo (0-0), para, depois, cair em Londres, face ao Chelsea, precisamente liderado por Mourinho.

O segundo melhor registo dos ‘dragões’, que o Benfica hoje igualou, data de 2014/15, época em que os comandados do espanhol Julen Lopetegui não perderam nos primeiros 11 jogos, até ‘caírem’ com ‘estrondo’ (1-6) em Munique, face ao Bayern, que haviam batido em casa por 3-1 na primeira mão dos ‘quartos’.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.