O holandês Ronald Koeman garantiu hoje, dois dias depois de perder em casa com o Real Madrid (2-1) na Liga espanhola de futebol, que quer continuar a aproveitar o facto de treinar o FC Barcelona.

“Já sou maiorzinho e quero aproveitar o sítio onde quero estar. Sei que dependo de resultados, mas quero aproveitar: oito anos, um ano ou três meses”, disse o técnico, que tem sido muito contestado, e foi cercado por adeptos após a derrota com o Real Madrid.

O holandês falou à imprensa na antevisão do jogo de quarta-feira em casa do Rayo Vallecano, também para a Liga espanhola, e ainda disse que no momento em que não se sinta bem no ‘Barça’, sairá tranquilamente para jogar “cinco dias por semana golfe”.

Em relação à atitude dos adeptos, que lhe cercaram o carro, Koeman disse ser um “problema social”.

“Não penso que haja solução para o que se passou. São pessoas com problemas de educação, não sabem o que são normas e valores. O ambiente no estádio foi diferente, mesmo quando estava 2-0”, considerou o holandês, referindo que alguns jogadores, bem como o ex-futebolista Carles Puyol, passaram pelo mesmo.

Após a derrota na 10.ª jornada, o FC Barcelona, que é adversário do Benfica na Liga dos Campeões e perdeu em Lisboa por 3-0, é nono classificado no campeonato, a seis pontos do líder Real Sociedad, e cinco de Real Madrid e Sevilha, que têm menos um jogo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.