O árbitro Srdjan Obradovic foi condenado a 15 meses de prisão, depois de um tribunal sérvio o ter acusado de abuso de poder na sequência da marcação de um penálti inexistente numa partida entre o Spartak Subotica e o Radnicki Nis em 2018.

A sentença foi ditada pelo Departamento de luta contra a corrupção do Alto Tribunal de Novi Sad e o árbitro pode recorrer da mesma. Srdjan Obradovic foi ainda proibido de desempenhar qualquer função na Federação Sérvia de Futebol durante 10 anos.

A partida em causa aconteceu em maio de 2018 e decidia o terceiro lugar da liga sérvia. O Spartak venceu por 2-0 com duas grandes penalidades, a segunda apelidada de "escandalosa" pelos jornais na altura.

A equipa ficou ainda a jogar com mais um jogador, depois de um dos adversários ter sido expulso com um vermelho direto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.