A seleção portuguesa de futebol feminino defronta na quinta-feira a Sérvia, em jogo de apuramento para o Mundial de 2023, e Lúcia Alves quer somar a primeira internacionalização e conquistar os três pontos.

“Trabalhei muito para aqui chegar, era um sonho de criança. Fui muito bem recebida e poder estar junto das minhas colegas e continuar a crescer neste nível é fantástico. É um sonho estrear-me pela seleção e se isso vier juntamente com os três pontos será muito bom”, disse a jogadora de 23 anos.

A defesa esquerdo do Benfica tem sido um dos destaques das ‘águias’ neste início de época, mas frisa que ambiciona ainda mais.

“Jogar na Liga dos Campeões é fantástico e chegar à seleção é o auge. É isto que eu quero: trabalhar junto das melhores. Mas não quero ficar por aqui, quero continuar a ajudar o meu clube e a seleção”, afirmou a esquerdina.

Em vésperas de completar 24 anos, Lúcia Alves admite que a Sérvia “é um adversário complicado”, mas garante que o grupo liderado por Francisco Neto vai “estar na máxima força” e empenhado em “conquistar os três pontos”.

A formação das ‘quinas’ segue no segundo lugar do Grupo H, com quatro pontos, em dois jogos, contra seis da líder Alemanha, também em dois encontros. Em apenas um jogo, a Turquia soma um ponto e Sérvia, Israel e Bulgária estão a zero.

As comandadas de Francisco Neto empataram 1-1 na Turquia (16 de setembro) e golearam por 4-0 em Israel (19), enquanto as sérvias foram goleadas por 5-1 na Alemanha (21).

Portugal defronta a Sérvia na quinta-feira, pelas 18:00, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, em jogo do Grupo H de qualificação para o campeonato do Mundo de 2023, que se realiza na Austrália e Nova Zelândia (20 de julho a 20 de agosto).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.