Wayne Shaw, guarda-redes que comeu no banco durante um jogo da Taça de Inglaterra, está em maus lençóis. O ´rechonchudo` atleta foi acusado pela Federação de Futebol de Inglaterra de ter influenciado intencionalmente o mercado de apostas, e de conduta imprópria, depois de ter comido uma sandes no banco de suplentes, durante o Sutton United - Arsenal.

Tudo aconteceu em fevereiro de 2017, na quinta ronda da Taça de Inglaterra. Shaw foi apanhado pelas imagens televisivas a comer uma sandes durante o encontro. Mais tarde descobriu-se que havia uma aposta em como o guarda-redes ia comer no banco.

O incidente teve enorme impacto em Inglaterra. Depois do jogo, a Comissão de Apostas de Inglaterra lançou uma investigação após a Sun Bets ter declarado que pagou uma grande soma de dinheiro a cinco pessoas por terem apostado que o jogador do Sutton ia comer no banco.

Na altura o guarda-redes admitiu que estava a par da aposta, mas que só comeu no banco por que era divertido e porque... tinha fome.

"Foi-nos dito que não podíamos fazer qualquer tipo de apostas já que se tratava de um jogo profissional. Em momento algum tive intenção de criar problemas a alguém. Foi só um momento divertido e o facto de estar com fome", defendeu-se na altura.

Wayne Shaw terá agora de responder às acusações até ao dia 21 de julho.

Shaw, de 45 anos, teve de deixar o Sutton United. Atualmente é gerente comercial no AFC Totton, clube do sétimo escalão do futebol inglês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.