Portugal esteve a vencer, viu a Itália empatar no último minuto, mas acabou por levar a melhor no prolongamento, garantindo a presença nas meias-finais do Europeu de Sub-21, depois de uma vitória por 5-3. Dany Mota, Gonçalo Ramos e Jota assinaram os golos da vitória lusa.

No primeiro jogo a eliminar deste Europeu, Rui Jorge promoveu quatro alterações face ao último onze apresentado na fase de grupos da competição, frente à Suíça.

Tomás Tavares, Gonçalo Ramos, Gedson Fernandes e Dany Mota entraram para os lugares de Pedro Gonçalves (convocado para a Seleção Principal) Tiago Tomás (no banco) Francisco Trincão e Thierry Correia (ausentes devido a infeção por COVID-19).

Portugal entrou bem na partida e não precisou de muito tempo para gritar golo.

Dany Mota, uma das novidades no onze, montou-se na bicicleta e, após marcação de canto, rematou para um golaço que inaugurou o marcador aos seis minutos.

A Itália cresceu na partida, aproximando-se com perigo da baliza defendida por Diogo Costa, mas foi Portugal que voltou a marcar e de novo por Dany Mota.

Após canto, Daniel Bragança 'ajeitou' o esférico para o jogador do Monza, que fuzilou a baliza italiana pela segunda vez no jogo, aos 31 minutos de jogo.

Portugal parecia estar bem encaminhado para seguir para a segunda parte com uma vantagem confortável, mas a Itália reduziu em cima do minuto 45, com Podega a aproveitar a passividade da defesa portuguesa e a rematar para o 2-1.

No segundo tempo, a Itália obrigou Diogo Costa a uma grande intervenção aos 54' para evitar o golo de Frattesi. Depois do aviso, Portugal chegou ao terceiro.

Diogo Queirós aproveita uma bola longa e cabeceia para Gonçalo Ramos que, com muita classe, atirou para o 3-1 aos 58'.

Contudo, os italianos não demoraram a responder, com Scamacca, após passe de Frattesi, a encostar para o fundo da baliza, num lance em que a defesa portuguesa voltou a ficar mal na fotografia.

Portugal andou perto do quarto, mas sem sucesso e acabou por sofrer o empate a dois minutos do fim, com Cutrone, após passe de Sottil, a bater Diogo Costa aos 88 minutos e a atirar a decisão do jogo para o prolongamento

O tempo extra começou com um dissabor para os italianos, que se viram reduzidos a 10 unidades aos 92 minutos, depois de Lovato ser admoestado com o segundo amarelo após falta sobre Dalot.

Apesar de jogarem com menos um, os italianos continuaram pressionantes na partida, com Portugal a mostrar dificuldades na defesa. Ainda assim, os primeiros 15 minutos extra terminaram sem golos.

O segundo tempo começou da melhor forma para Portugal, com Jota a combinar com Romário Baró e a rematar cruzado para o quarto golo português aos 109 minutos.

A Itália voltava a correr atrás do prejuízo, deixando espaço atrás, que os portugueses aproveitaram minutos depois do quarto golo.

Francisco Conceição entrou pela grande área vindo da direita, "partiu os rins" a Frattesi e atirou para o quinto golo do jogo, aos 119 minutos.

Com a vitória desta noite, Portugal marca encontro com a Espanha na meia-final do Campeonato da Europa Sub-21. O duelo ibérico está marcado para a próxima quinta-feira.

É a quarta presença nas ‘meias’, depois de 1994 (2-0 à Espanha), 2004 (1-3 com a Itália) e 2015 (5-0 à Alemanha).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.