Dois adeptos do Boca Juniors foram detidos e quatro foram identificados na madrugada de quarta-feira, por gestos racistas e nazis em direção aos apoiantes do Corinthians, durante o jogo da primeira-mão dos oitavos de final da Taça Libertadores.

Na Neo Arena Corinthians, os adeptos em questão "imitaram macacos e fizeram gestos conotados com a ideologia nazi" durante o jogo, de acordo com o site brasileiro 'Globo Esporte'. O Boca Juniors já foi multado em cerca de 95 mil euros pela CONMEBOL, organismo que rege o futebol sul-americano.

Este é o segundo caso de racismo consecutivo em jogos entre estas duas formações. No encontro da fase de grupos entre Corinthians e Boca Juniors (sim, estavam no mesmo grupo e no sorteio, foram emparelhados para os oitavos de final) também em casa do Timão, um adepto argentino do Boca Juniors foi detido por gestos racistas. Acabou por ser libertado, após pagar uma fiança.

O jogo terminou 0-0, com o  Corinthians, treinado por Vítor Pereira, a falhar uma grande penalidade.

O vencedor da eliminatória encontrará já nos quartos de final o vencedor do ‘duelo’, também a duas mãos, entre os colombianos do Tolima e o Flamengo, cujos jogos estão agendados para hoje e para 06 de julho.

Na Taça dos Libertadores, a maior competição de clubes da América do Sul, o Palmeiras, de Abel Ferreira, bicampeão em título, defronta nos 'oitavos' os paraguaios do Cerro Porteño, e o Talleres Cordoba, de Pedro Caixinha, tem como adversário os também argentinos do Colón.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.