O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, conquistou hoje pela segunda vez consecutiva a Taça Libertadores de futebol, ao bater na final o Flamengo, por 2-1, após prolongamento.

No final do encontro, Abel Ferreira admitiu deixar o Palmeiras depois desta conquista.

"Estou tranquilo, calmo, em paz comigo, sensação de dever cumprido. Já disse que a forma como vivemos o futebol é muito intensa, como se joga no Brasil é muito intensa, a forma como se joga não dá saúde a ninguém. Vou ter que refletir muito o que quero para mim para o presente e para o futuro", começou por dizer à ESPN.

"Acima de tudo estou grato por estar aqui e por ganhar mais uma medalha, mas não esqueço as derrotas que tivemos contra o mesmo Flamengo [Supercopa], contra o Defensa y Justicia também [Recopa Sul-Americana]. Quando se está preparado para perder, sabe-se ganhar", salientou.

"O rival é uma grande equipa, merece os parabéns, valorizou ainda mais a nossa vitória. Mas os meus jogadores estão de parabéns. Um grande abraço de gratidão aos nossos jogadores", rematou Abel Ferreira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.