O Bayern Munique adiou hoje, pelo menos por um dia, a conquista do nono título seguido de campeão alemão de futebol, ao perder por 2-1 na visita ao Mainz, em jogo da 31.ª jornada do campeonato germânico.

Apesar do regresso do goleador Robert Lewandowski à equipa, após lesão, os bávaros começaram a ser surpreendidos logo aos três minutos, num remate de Jonathan Burkardt, mas com o guarda-redes Manuel Neuer a ficar muito mal na ‘fotografia’.

Aquela que foi, provavelmente, uma das piores exibições do Bayern esta época – se não mesmo a pior – foi capitalizada pelo Mainz, que ainda antes do intervalo dilatou a vantagem, aos 37 minutos, num cabeceamento do sueco Robin Quaison, a corresponder a um livre de Philipp Mwene.

O melhor que o Bayern conseguiu foi reduzir já em tempo de compensação, aos 90+4 minutos, precisamente através do ‘artilheiro’ da competição, o polaco Lewandowski, que marcou o 36.º golo e colocou-se a quatro de igualar o registo do ex-internacional alemão Gerd Müller, que em 1971/72 impôs o recorde de tentos marcados numa edição da ‘Bundesliga’, ao assinar 40, também ao serviço dos bávaros.

Mesmo com este desaire, o Bayern, que não perdia há oito partidas, segue firme na liderança, com 71 pontos, e até poderá confirmar a conquista do 30.º título de campeão germânico no domingo, caso o Leipzig, segundo colocado, com 61, não vença na receção ao Estugarda.

Já o Mainz, que tem um jogo em atraso, conquistou a terceira vitória seguida e deu um passo importante para a manutenção, ocupando o 12.º posto, com 34 pontos, oito acima da ‘linha de água’.

Em duelo pelos lugares de acesso à Liga dos Campeões, o Borussia Dortmund superou o Wolfsburgo por 2-0, graças a um ‘bis’ de Erling Haaland, aos 12 e 68 minutos, que permitiu ao avançado norueguês subir à vice-liderança dos melhores marcadores, com 25 golos, mais um do que o português André Silva (24), do Eintracht Frankfurt.

O Borussia, que contou com o internacional luso Raphaël Guerreiro no ‘onze’, mantém-se no quinto posto, com 55 pontos, mas agora mais perto dos ‘lobos’ (57), terceiros, e do Eintracht (56), quarto e que hoje visita o Bayer Leverkusen.

A formação de Dortmund terminou este encontro reduzida a 10 elementos, por expulsão do médio inglês Jude Bellingham, que viu o primeiro cartão vermelho da carreira e, com 17 anos e 299 dias, tornou-se o segundo jogador mais jovem a ser expulso na ‘Bundesliga’, depois de Maurizio Gaudino (17 anos e 271 dias), em setembro de 1984.

O finlandês Joel Pohjanpalo foi o artífice da vitória do Union Berlim sobre o Werder Bremen, por 3-1, ao assinar um ‘hat-trick’ na segunda parte e ajudando a formação da capital a subir provisoriamente ao sétimo lugar, com 46 pontos, menos um do que o Leverkusen (47), que é sexto.

No outro jogo do dia, Friburgo e Hoffenheim empataram 1-1, com golos de Vincenzo Griffo, de penálti, para o conjunto da casa e de Andrej Kramaric para os visitantes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.