Ricardo Sá Pinto recorreu esta quarta-feira às redes sociais para se despedir dos adeptos do Vasco da Gama, clube que treinou até à passada terça-feira quando foi demitido do cargo devido aos recentes resultados da equipa do Rio de Janeiro.

Numa publicação no Instagram, Sá Pinto realça o orgulho que foi estar à frente ao clube mas não esconde a insatisfação por não poder levar o seu projeto em frente.

"Saio inconformado por não ter podido concluir o projeto idealizado. Os próximos jogos contra adversários diretos que há muito aguardávamos, iam permitir-nos sair do Z4 e alcançar a Sul Americana. A nossa visão ia mais longe, levando este clube a disputar outros objetivos e títulos que merece. Cheguei e parto com a convicção de que esta deveria ter sido uma longa relação, com o alcançar de patamares maiores", escreveu.

Sá Pinto considera que a sua equipa técnica chegou ao clube "num momento conturbado, tanto pelos acontecimentos recentes, mas também por anos de descuido e aproveitamento que em nada beneficiaram o nosso Gigante da Colina".

Depois de deixar uma palavra de agradecimento à direção, jogadores e staff do clube, Sá Pinto lamentou não ter podido contar com os 'vascainos' nas bancadas.

"A maior pena que tenho é não poder ter tido a vossa companhia e apoio num São Januário cheio, pois não duvido que seria uma experiência única, e faria a diferença no apoio à equipa", disse.

No final, o técnico português deixou uma garantia: "Deixo de ser o técnico do Vasco, mas levo o clube no meu coração!".

Sá Pinto chegou ao Vasco da Gama em 14 de outubro, para substituir o técnico Ramón Menezes, com a equipa ligeiramente acima da linha de descida, zona para a qual acabou por cair, ocupando o 17.º lugar.

No domingo, a equipa foi derrotada em casa do Athletico Paranaense, 11.º classificado, por 3-0, e já em dezembro Sá Pinto foi confrontado por um grupo de adeptos, que entrou no centro de treinos do clube.

Sá Pinto deixa o Vasco da Gama um ano depois de também ter sido afastado do Sporting de Braga. Como treinador, Sá Pinto, de 48 anos, já esteve à frente do Légia Varsóvia, Standard Liège, Atromitos, Belenenses, OFI Creta, Estrela Vermelha e Sporting.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.