O treinador do Ouriense, Mário Nelson, foi suspenso por um ano pelo Conselho de Disciplina da Associação de Futebol (AF) de Santarém, depois de ter sido acusado de agressão a um futebolista do Mação em outubro.

O comunicado do Conselho de Disciplina, publicado na quinta-feira no site da AF Santarém, dá conta da deliberação tomada na sequência de um "processo de averiguações convertido em processo disciplinar", que culminou com a decisão de "punir o treinador Mário Nelson, do Clube Atlético Ouriense, na pena de um ano de suspensão a contar a partir da presente data, na multa de 150 euros e nas custas do processo".

No comunicado, é ainda referido que a suspensão começou "a contar a partir da presente data" [quinta-feira], e que o processo resulta de incidentes no jogo que o Ouriense disputou contra a Associação Desportiva de Mação, no dia 05 de outubro do ano passado, a contar para a Taça do Ribatejo.

Na ocasião, em comunicado publicado na página oficial do Mação no Facebook, o clube escreveu que "Bruno Lemos foi agredido à cabeçada pelo treinador do Ouriense, Mário Nelson, sem que nada o fizesse prever, quando se dirigia ao balneário após o aquecimento inicial para o jogo", em situação que, afirmaram, ser "inadmissível no desporto" e "desprezível para quem vive o futebol" distrital.

"Consideramos que esta lamentável atuação por parte do treinador do Ouriense, Mário Nelson, é uma falta de respeito para com a nossa instituição, para com os nossos jogadores, mas principalmente para com o clube que representa, para com a sua direção e para com os seus jogadores", relatou o clube maçaense, acrescentando esperar por parte do técnico, "no mínimo, um pedido de desculpas".

Não havendo pedido de desculpas nem reconhecimento do sucedido por parte do técnico ouriense, o clube de Mação avançou oficialmente com uma queixa junto do Conselho de Disciplina, suportada pelos testemunhos de várias pessoas, e que culminou na pena agora deduzida.

Na ocasião, a agência Lusa contactou o técnico do Ouriense, Mário Nelson, mas não conseguiu obter esclarecimentos sobre a alegada agressão. Hoje, o treinador também não respondeu ao pedido de declarações sobre a suspensão de um ano que lhe foi aplicada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.