Herminio Loureiro referiu, logo no inicio da conferência de imprensa que "não houve qualquer comparticipação do turismo do Algarve, nem sequer através do programa Allgarve" na final da Taça da Liga.

Macário Correia, presidente da Câmara Municipal de Faro, foi mais longe ao afirmar "que é pena que o turismo do Algarve não tenha dado uma resposta tão positiva como o assunto merece".

"Foi criado um programa com um nome [Allgarve] nada honroso para o Algarve, um nome que é um atentado à cultura portuguesa, mas que encerra atrás de si um vasto conjunto de verbas para uns eventos elitistas e despesistas cuja finalidade do resultado nós não compreendemos bem, mas pode ser dificuldade de informação", disse o autarca.

Para Macário Correira era espectável que um evento como a Taça da Liga fosse apoiado pela entidade, já que a realização do evento naquela região serve também para desenvolver aquilo pelo qual o Algarve é amplamente conhecido, o turismo.

Desse modo, e não querendo perder a final da Taça da Liga para outro estádio, são as duas autarquias que comparticipam financeiramente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.