"Nunca voltes onde já foste feliz", conta a expressão popular. Entende-se a premissa: é doloroso regressar a um local ou a uma memória e perceber que, precisamente por ter sido tão único e especial, não poderá repetir-se. Ainda assim, vale a pena arriscar. E o futebol não é exceção.

São vários os jogadores que voltaram ao clube que os lançou. Aí cresceram e foram idolatrados, muitos deles no clube do coração, mas o desejo de outros voos fê-los deixar a casa de partida. Quando regressaram, nem sempre correu bem. No entanto, num futebol cada vez mais globalizado e dominado pelos milhões, é sempre reconfortante ver o amor à camisola falar mais alto. Lembramos aqui alguns desses casos mais marcantes.

Veja a galeria

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.