Fernando Santos antecipou, esta terça-feira, o amigável frente à seleção de Andorra. O selecionador nacional abordou, entre outros temas, a preparação mental dos jogadores, o objetivo de Ronaldo no que diz respeito aos golos na seleção e a mudança de protocolo na testagem à COVID-19.

O que espera desta Andorra?

"Em relação à Andorra, vimos alguns vídeos, não pareceu nada de substancialmente diferente. No jogo que fizemos casa, ficou mais fácil para nós, com a expulsão de alguns jogadores. É uma equipa organizada, defende com muitos. Procura evitar que Portugal faça golos, é aguerrida e determinada. Vai ser bom, porque vamos tentar colocar em jogo a nossa qualidade, perante um adversário que vai oferecer a resistência que puder. Quem joga com Portugal quer sempre mostrar. Obrigar a equipa de Andorra a correr atrás da bola. Temos que gerir bem."

Motivação de Ronaldo para se aproximar do recorde de Ali Daei

"Se me dissessem que ele marcava mais dez golos e batia o recorde...[o português está a 8 golos do recorde do iraniano Ali Daei que é de 109] isso não funciona assim. O Ronaldo quer jogar todos os jogos, todos os minutos, todos os segundos. Os jogadores vêm com uma alegria enorme. A vontade de jogar é tão grande...Se pudesse metia os 25 e não havia nenhum que queria sair de campo."

Como se faz a gestão mental dos jogadores?

"Naquilo que é o trabalho procura-se desanuviar o ambiente. Emocionalmente queremos que eles estejam bem e estejam mais frescos. Se tens a cabeça pesada, os passes não entram. Tentamos que estejam alegres. No meu tempo era jogar às cartas de dia e de noite. Hoje em dia só jogam de dia são melhores do que nós. Divertem-se de dia. São diferentes, cada um tem a sua forma de estar. O que procuramos é tentar fazer um treino curto, de 55 minutos, torná-lo mais alegre e divertido, mas sem perder o rigor. E nas palestras compete-nos ser um pouco mais criativos."

Cuidados especiais com Rúben Semedo, uma vez que o jogador violou o protocolo no Olympiacos?

"É um jogador que já teve COVID. No que são as regras da UEFA está dispensado dos testes. O resto é um problema do Olympiacos. Desde vez optámos por não fazer treino na segunda-feira, fizemos à noite e todos foram negativos e fomos mais alegres para o treino. Da última vez, entramos alegres na segunda feira, e depois vimos os testes negativos."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.