O diretor desportivo da KTM, Pit Beirer, deu seguimento à 'novela' da saída de Miguel Oliveira da equipa no final do presente ano, Jack Miller a assumir o lugar do português na equipa de fábrica da marca austríaca, ao apontar o dedo à forma como Miguel Oliveira e o seu pai, Paulo Oliveira, lidaram com toda a situação.

"Certamente não encarou isso como um elogio. Ficou desapontado por querermos falar com ele sobre se poderia pilotar outra das nossas equipas e então isolou-se e mandou o pai negociar com outras marcas", explicou Pit Beirer em declarações ao Motorsport-Total.

"Claro que o meu trabalho é negociar com os melhores do paddock que vão ficar livres na próxima época", acrescentou, antes de voltar a debruçar-se sobre Miguel Oliveira.

"De acordo com o pai dele, nada está assinado e quer falar connosco. Mas já vimos uma foto suspeita na internet", apontou.

Ainda assim, o homem forte da equipa austríaca deixa elogios ao piloto português. "Ainda estou a interceder pelo Miguel. Venceu quatro Grande Prémios e é uma peça importante do nosso projeto no seu todo. Mas é também alguém muito sensível. Sabemos isso. Tentamos sempre dar-lhe uma base simples que o faça conduzir de forma mais fácil. E quando tudo está alinhado e ele tem um dos seus bons dias, aí é imbatível. Vemos inclinações em curva com a moto e travagens tardias que nunca tínhamos visto", reconhece Pit Beirer.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.