Os tenistas russos e bielorrussos poderão vir a ser impedidos de participarem no torneio de Wimbledon este ano, na sequência da invasão da Rússia à Ucrânia. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo 'Daily Mail' e implicará a ausência de, entre outros, Daniil Medvedev, atual número 2 do mundo.

A Rússia, recorde-se, foi já excluída de vários eventos, como o 'play-off' de apuramento para o Mundial 2022 ou o Campeonato da Europa feminino de futebol, entre outros, e a Bielorrússia foi igualmente alvo de sanções pela sua ligação ao regime de Putin.

Agora, de acordo com o 'Daily Mail', os tenistas russos e bielorrussos também pagarão em Wimbledon o preço pelos atos dos líderes dos seus países.

A decisão deverá, segundo aquela publicação, ser oficializada antes da conferência de imprensa de apresentação do torneio, marcada para a próxima semana. Daniil Medvedev será o principal nome a ficar de fora devido a esta medida, mas do lado feminino também não marcará, assim, presença a atual número 4 do mundo, Aryna Sabalenka.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.